Educação

Rede estadual de ensino terá cinco dias de recesso

Rede estadual de ensino terá cinco dias de recesso

23 Jul 2020 - 11h36Por Da Redação

A Secretaria de Estado da Educação irá conceder um recesso de cinco dias aos professores, ocupantes de cargos em atividade nas escolas e alunos da rede estadual entre 27 e 31 de julho. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 22, pelo secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, em uma webconferência com professores da rede sobre a temática de organização do tempo e saúde do servidor.

O recesso foi oficializado na portaria 1433/2020 da SED, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 22. A ação integra a campanha “Cada um na sua casa. Todos presentes na educação”. O objetivo é proporcionar uma pausa nas atividades para os educadores, antes do novo ciclo de formações on-line previsto para o segundo semestre, em agosto.

“Em quatro meses de suspensão das aulas para o enfrentamento da pandemia, os profissionais da rede se engajaram para reinventar as práticas da educação em Santa Catarina. O recesso antecipado para os alunos foi o período de adaptação para os servidores. O trabalho não parou e as casas dos estudantes viraram extensões da escola, com 97% deles alcançados até aqui. Reconhecemos que professores, gestores e técnicos escolares precisam desta pausa, antes de retomar uma rotina que exige resiliência, persistência e constância de propósito, pela continuidade do ano letivo”, pontuou o secretário.

O planejamento para o recesso, realizado pelas áreas de Ensino e Gestão de Pessoas da SED, contempla um cronograma para o cumprimento da carga horária de 800 horas correspondentes ao calendário escolar anual. Com a MP 934/2020, que estabeleceu normas excepcionais por conta da pandemia de Covid-19, não há obrigatoriedade de cumprimento dos 200 dias letivos em 2020, mas de 800 horas de atividades curriculares durante o ano.

Pesquisa alerta para sobrecarga de trabalho dos professores

O regime especial de atividades escolares não presenciais, implementado devido ao cenário imposto pela pandemia, apresentou mudanças à rede pública estadual de ensino. Elas repercutem de forma direta na vida dos profissionais da educação, dos estudantes e de suas famílias.

Entre os profissionais que migraram da sala de aula para a preparação de aulas e atividades em casa, as maiores preocupações durante a pandemia são saúde física e mental, baixa oferta de suporte emocional, ansiedade, cansaço, temor e sobrecarga. Essas informações foram levantadas em pesquisa com sete mil educadores, divulgada no mês de maio pelo Instituto Península.

O adoecimento dos professores, tanto no campo físico quanto mental, tem ligação com os efeitos do isolamento social, as mudanças profundas e a conciliação entre as rotinas pessoais e profissionais decorrentes do trabalho remoto. Neste contexto, as Diretorias de Ensino e de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado da Educação (SED) realizam um conjunto de ações para oferecer soluções aos desafios vivenciados por professores e alunos da rede pela preservação da saúde mental.

Iniciativas implementadas em suporte à rede

Entre as ações com ênfase em saúde e bem-estar dos servidores, implementadas pela SED desde o início do regime especial de atividades escolares não presenciais, está a formação on-line de 40 horas para capacitar os profissionais da educação e qualificar o trabalho pedagógico, mediado ou não por tecnologias digitais.

Em junho, foi lançada a Campanha “Cada um na sua casa. Todos presentes na educação.”. Voltada para professores, estudantes e famílias, visa mobilizar os diferentes públicos da comunidade escolar para a participação ativa e engajada nas atividades escolares não presenciais, na perspectiva da educação integral. Disponibilização de conteúdos difundidos à imprensa e por mídias sociais, a implementação da plataforma Vivescer, a realização de webconferências com educadores e uma psicóloga são parte da campanha.

Matérias Relacionadas

Educação

 Educadores dos Centros de Educação Infantil de Guaramirim participam de formação

A formação foi conduzida pela psicóloga Charlene Feldmann Chiodini que proporcionou reflexões sobre o trabalho nos CEIs municipais
 Educadores dos Centros de Educação Infantil de Guaramirim participam de formação
Educação

Férias escolares começam hoje em Jaraguá. CMEIs mantêm atendimento

Aulas retornam no dia 2 de agosto. Turmas de berçário e maternal (educação infantil) terão atendimento normal no recesso
Férias escolares começam hoje em Jaraguá. CMEIs mantêm atendimento
Educação

Cerca de 500 crianças serão chamadas para vagas em creches municipais de Jaraguá

Berçário II contemplará crianças nascidas até 31 de março de 2020 e Maternal I, nascidas até 31 de março de 2019
Cerca de 500 crianças serão chamadas para vagas em creches municipais de Jaraguá
Geral

Governo licitará construção de um ginásio esportivo da escola Alvino Tribess

Deputado Vicente Caropreso foi informado que pedido de alvará de construção será feito ainda este mês
Governo licitará construção de um ginásio esportivo da escola Alvino Tribess
Ver mais de Educação