Delivery Much
ECONOMIA

Tensões EUA-China se aprofundam e geram queda generalizada nas Bolsas da Europa

13 Mai 2019 - 14h04Por Victor Rezende e Monique Heemann

Os mercados acionários europeus encerraram a sessão desta segunda-feira, 13, em baixa, diante de renovados temores quanto ao futuro das relações comerciais sino-americanas. Apesar de a segunda-feira marcar um acerto entre autoridades americanas e chinesas de que as conversas terão continuidade no curto prazo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar atitudes de Pequim em seu perfil no Twitter, ao mesmo tempo em que a China anunciou que retaliaria o aumento de tarifas americanas sobre produtos chineses.

Foi nesse cenário que o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 1,23%, com 372,49 pontos.

Mesmo após o presidente americano, Donald Trump, afirmar que "as coisas apenas ficariam piores" se a China respondesse ao aumento de tarifas americanas a bens chinesas, Pequim anunciou que vai retaliar as recentes medidas de Washington com tarifas de até 25% sobre US$ 60 bilhões em produtos americanos.

"Superficialmente, parece uma reação contida, mas a China também deve parar com as compras de produtos agrícolas e outros produtos americanos", avalia o Danske Bank.

Na avaliação dos analistas, contudo, a China também deve conter suas medidas retaliatórias para evitar novas tensões com os EUA, e não se desfazer de títulos do Tesouro americano, como chegou a se especular no período da manhã.

Mesmo assim, o cenário foi de estresse nos mercados financeiros em todo o mundo. Praça que, até o momento, tem sido uma das mais afetadas pelas tensões comerciais, a Bolsa de Frankfurt viu seu principal índice, o DAX, fechar em queda de 1,52%, com 11.876,65 pontos.

Por lá, ações de montadoras como BMW (-2,75%), Daimler (-4,77%) e Volkswagen (-2,95%) foram fortemente afetadas, até porque, até o fim desta semana, Trump deve decidir se Washington irá ou não impor tarifas a veículos e autopeças importados pelos EUA.

Em Paris, o índice CAC 40 encerrou o dia com 5.262,57 pontos, em queda de 1,22%, enquanto o Ibex 35, de Madri, teve baixa de 0,78%, para 9.046,80 pontos.

Na Bolsa de Milão, o FTSE-MIB apresentou recuo de 1,35%, para 20.593,72 pontos, enquanto o FTSE 100, da Bolsa de Londres, apresentou baixa de 0,55%, para 7.163,68 pontos.

Em Lisboa, o PSI 20 teve queda de 1,81%, para 5.070,37 pontos.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena

Os números sorteados neste sábado foram 02, 09, 34, 49, 51, 55
Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
Economia

Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Serão beneficiadas 3,5 milhões de pessoas
Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

A quina teve 75 ganhadores, com prêmio individual de R$ 32.688,93
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano

Apesar de alta na inflação, BC decidiu não mexer na Selic
Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
Ver mais de Economia