Joaçaba Pneus
Economia

Santa Catarina participa de encontro nacional de fortalecimento de recursos hídricos

"Encontro é fundamental para estreitar as relações entre Santa Catarina e o Governo Federal"

22 Fev 2019 - 17h00Por SDS

Com o intuito de reforçar a integração entre estados e Governo Federal, tendo em vista a gestão compartilhada das águas em território nacional, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo participou da 4ª Reunião de Fortalecimento da Gestão de Recursos Hídricos, realizado no Instituto Serzedello Corrêa (ISC), em Brasília. O encontro, que ocorreu nesta quinta-feira (21), reuniu os secretários de todo o país, representantes da Agência Nacional de Águas (ANA), Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), entre outras autoridades do setor.

Realizada pela ANA em parceria com o MDR, o objetivo foi de promover um diálogo entre a Agência, os secretários e demais dirigentes estaduais para renovação dos compromissos do Pacto Nacional pela Gestão das Águas. O instrumento visa fortalecer os sistemas estaduais de gerenciamento de recursos hídricos e sua integração com o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH), que é coordenado pela Agência. 

Para o secretário da SDS, Lucas Esmeraldino, é primordial aperfeiçoar sempre o planejamento e a gestão dos recursos hídricos do Estado, alinhando sempre ao propósito de desenvolver Santa Catarina, tendo a sustentabilidade e a inovação como premissas. “Temos o objetivo de ter uma gestão fortalecida, de forma integrada com o Governo Federal e otimizando recursos para oferecer resultados à sociedade catarinense”, destaca Esmeraldino. 

O adjunto da SDS, Amandio Junior, que representou o secretário, Lucas Esmeraldino, no encontro, destacou a importância de estabelecer uma agenda conjunta e fortalecer o sistema nacional de gestão dos recursos hídricos. “É fundamental para estreitar as relações entre Santa Catarina e o Governo Federal e abre oportunidades de viabilizar projetos para os recursos hídricos do nosso Estado”, observou. 

Estiveram presentes membros da diretoria colegiada da ANA – Christianne Dias, Marcelo Cruz, Ney Maranhão, Oscar Cordeiro e Ricardo Andrade – que participaram da mesa de abertura ao lado do secretário nacional de Segurança Hídrica do MDR, Marcelo Borges, representando o ministro Gustavo Canuto. O secretário de Estado do Meio Ambiente do Distrito Federal, José Sarney Filho, também compôs a mesa. 

Gestão das Águas 
Na oportunidade, os dirigentes da Agência, do Ministério e dos órgãos gestores estaduais e distrital de recursos hídricos assinaram a Declaração do Pacto Nacional pela Gestão das Águas - uma carta em prol da promoção da segurança hídrica no Brasil a partir do fortalecimento da gestão e da cooperação federativa. 

Diretores da ANA apresentam os desafios da gestão integrada de recursos hídricos no Brasil e a agenda de cooperação da Agência Nacional de Águas com os estados. Os dirigentes estaduais e distritais terão um espaço para compartilhar suas visões sobre a gestão de recursos hídricos em cada unidade da Federação. 

“Foi um encontro estratégico para discutir desafios e prioridades da agenda água como segurança hídrica, planejamento integrado e sistemas de informações”, destacou o diretor de Recursos Hídricos da SDS, Bruno Henrique Beifuss.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Economia

Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial

Esta é a primeira loja da rede no estado sergipano. Atualmente, a Havan está presente em 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal
Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial
Economia

Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30

Aumento pode passar de 20%, diz diretor da Aneel
Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30
Economia

Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial

Novo calendário começa nesta sexta-feira, para nascidos em janeiro
Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial
Economia

FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço

O insumo teve alta superior a 100% em 12 meses e tem impactado diversos setores, principalmente a construção e o metalmecânico
FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço
Ver mais de Economia