ECONOMIA

Responsabilidade fiscal preserva novas gerações de sistema quebrado, diz Guedes

13 Mar 2019 - 13h56Por Eduardo Rodrigues

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçou nesta quarta-feira, 13, a necessidade da responsabilidade fiscal para preservar as futuras gerações de um sistema previdenciário de repartição "quebrado". "Tem que haver a valorização dos partidos e a eliminação do 'toma lá, dá cá', e isso tem que se traduzir no Orçamento para avançarmos nas reformas", disse o ministro de acordo com a Pasta, que divulgou no Twitter a participação de Guedes na posse do novo presidente do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), Carlos Von Doellinger.

O evento foi fechado à imprensa, mas o Ministério da Economia publicou na rede social algumas frases do ministro ditas durante a cerimônia.

Ainda no evento, Guedes voltou a fazer referência ao novo pacto federativo que o governo irá propor ao Congresso, para desvincular e desindexar todo o Orçamento da União, incluindo a forma de repasse de recursos a Estados e municípios.

"Temos aí o desafio fiscal e quem tem que fazer isso é a classe política a partir do pacto federativo. Precisamos de um redesenho fiscal e o Ipea tem que estar integrado com o Congresso no redesenho do pacto federativo", afirmou Guedes conforme divulgou o ministério.

O ministro deixou o local do evento e não falou com a imprensa.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador
Economia

Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro

Taxa é maior que índices de dezembro (0,39%) e janeiro de 2020 (0,35%)
Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro
Polícia

Polícia apreende carga de camarão contrabandeado na BR 101, em Garuva

A carga contrabandeada era transportada sem refrigeração adequada e sem nenhum tipo de documentação
Polícia apreende carga de camarão contrabandeado na BR 101, em Garuva
Economia

Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias

Litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%)
Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias
Ver mais de Economia