ECONOMIA

País precisa avançar em reformas, em especial da Previdência, diz Campos Neto

26 Fev 2019 - 14h08Por Fabrício de Castro, Eduardo Rodrigues e Silvia Araujo

O economista Roberto Campos Neto, indicado para a presidência do Banco Central, defendeu nesta terça-feira, 26, a aprovação de reformas, em especial a da Previdência, e a criação de uma cultura para que haja "mais empreendedores e menos atravessadores"

"Parece haver certo consenso hoje na sociedade que o Estado brasileiro se tornou grande demais, ineficiente, excessivamente custoso e não atende a muitas das necessidades básicas de nossa população", avaliou, em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Ele lembrou que o atual governo prometeu implementar uma agenda "modernizadora e liberalizante". "É hora de fazer mais com menos recursos. É necessário eficiência, transparência, prestação de contas e mensuração de impacto quanto ao uso de recursos públicos. E, talvez mais importante que isso, é necessário que o Estado abra espaço para a atividade privada, saindo de cena, ou reduzindo drasticamente sua atuação, em diversas áreas", acrescentou.

Para Campos Neto, a redução da taxa Selic nos últimos anos expôs as imperfeições da economia, como custos burocráticos gerados pela excessiva intervenção estatal. "Agora que temos a Selic em seu mínimo histórico de 6,5% a.a. por quase um ano, temos a oportunidade de perceber melhor essas imperfeições e de propor políticas alternativas que melhorem a eficiência de nossos mercados", comentou.

O economista deu destaque especial à necessidade da reforma da Previdência, mas citou outras medidas para que balanço do setor público entre em trajetória sustentável. "A estabilidade fiscal é fundamental para a redução das incertezas, o aumento da confiança e do investimento, e o consequente crescimento da economia no longo prazo. Estou certo de que avançaremos nessa direção", completou.

A expectativa é de que o nome de Campos Neto seja aprovado ainda nesta terça na comissão e no plenário do Senado. Também passam por sabatina Bruno Serra Fernandes, que ocupará a Diretoria de Política Monetária, e João Manoel Pinho de Mello, que será o titular da Diretoria de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Sala do Empreendedor de Guaramirim será aberta nesta semana

O local é um espaço para orientações e informações voltadas aos empreendedores, além de servir como ponto de encontro para fechamento de negócios
Sala do Empreendedor de Guaramirim será aberta nesta semana
Economia

Guaramirim inicia atendimento presencial para emissão do IPTU

O atendimento presencial visa contemplar as pessoas que não tem acesso à internet e ainda não emitiram as guias de pagamento
Guaramirim inicia atendimento presencial para emissão do IPTU
Saúde

Decreto estadual mantém medidas contra a Covid-19 por mais duas semanas

Todas as atividades deverão observar os protocolos e regramentos sanitários específicos estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde
 Decreto estadual mantém medidas contra a Covid-19 por mais duas semanas
Geral

Jaraguá do Sul é destaque no Dia Mundial da Reciclagem

Dados de uma pesquisa referente ao ano de 2020, revelaram que 91% da população entrevistada em nosso município pratica a reciclagem em suas residências.
Jaraguá do Sul é destaque no Dia Mundial da Reciclagem
Ver mais de Economia