Delivery Much
ECONOMIA

País perdeu 873 mil postos de trabalho no trimestre até março, mostra IBGE

30 Abr 2019 - 12h19Por Daniela Amorim

O País perdeu 873 mil de novos postos de trabalho em apenas um trimestre, enquanto 1,235 milhão de pessoas se somaram ao contingente de desempregados. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e foram divulgados nesta terça-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa de desemprego passou de 11,6% em dezembro de 2018 para 12,7% em março de 2019. No trimestre até março de 2018, a taxa havia sido de 13,1%.

A alta na taxa de desocupação no período só não foi mais elevada porque houve aumento da população inativa. A população inativa totalizou 65,250 milhões no trimestre encerrado em março de 2019, 117 mil a mais que no trimestre anterior.

13,387 milhões

O País tinha 13,387 milhões de pessoas em busca de emprego no trimestre encerrado em março deste ano, segundo o IBGE.

Há menos 248 mil desempregados em relação a um ano antes, o equivalente a um recuo de 1,8%. O total de ocupados cresceu 1,8% no período de um ano, o equivalente à criação de 1,591 milhão de postos de trabalho.

O contingente de inativos avançou 1,0%, 649 mil pessoas a mais nessa condição. A população desalentada alcançou o recorde de 4,843 milhões de brasileiros no trimestre até março.

O nível da ocupação, que mede o porcentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, foi estimado em 53,9% no trimestre até março deste ano, ante 53,6% no trimestre até março de 2018. No trimestre até dezembro do ano passado, o nível de ocupação era de 54,5%.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Serão beneficiadas 3,5 milhões de pessoas
Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

A quina teve 75 ganhadores, com prêmio individual de R$ 32.688,93
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano

Apesar de alta na inflação, BC decidiu não mexer na Selic
Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Ver mais de Economia