Delivery Much
ECONOMIA

Na CCJ, deputados rejeitam por 41 votos a 18 inversão da ordem do dia

15 Abr 2019 - 17h38Por Mariana Haubert e Camila Turtelli

Deputados governistas sofreram uma derrota na primeira votação que enfrentaram nesta segunda-feira, 15, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O colegiado rejeitou por 41 votos contra apenas 18 um requerimento que pedia a inversão dos trabalhos da comissão para que a ordem do dia fosse iniciada antes da leitura da ata da última reunião. A leitura da ata é um procedimento meramente burocrático, mas a questão foi usada pela oposição e por partidos do bloco da maioria para alongar os trabalhos da comissão.

A maioria dos partidos orientou por não inverter a ordem. Os deputados também rejeitaram um requerimento apresentado pela deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) que pedia que a ata fosse lida antes do início da ordem do dia e o expediente, depois.

O requerimento derrotado para inversão dos trabalhos foi apresentado pelo deputado general Girão (PSL-RN), que foi o primeiro a chegar nesta segunda-feira na fila para entrar na comissão.

Ele pedia para que a leitura de atas das sessões anteriores e expediente fosse feita depois do debate das matérias, pela ordem que está na pauta, ou seja, reforma da Previdência primeiro e depois a PEC do Orçamento impositivo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Confira o calendário de Sábados Legais no comércio de Jaraguá em 2021 

Oportunizando mais tempo para os consumidores fazerem suas compras, a iniciativa tem a primeira edição do ano no próximo dia 6 de fevereiro
Confira o calendário de Sábados Legais no comércio de Jaraguá em 2021 
Economia

Tarifa de água em Guaramirim terá reajuste de 17,48% 

Com o reajuste, a tarifa mínima de água residencial ficará R$ 39,00 e a tarifa mínima comercial R$ 56,96
Tarifa de água em Guaramirim terá reajuste de 17,48% 
Economia

Guias do IPTU 2021 de Jaraguá devem ser enviadas pelo correio até 10 de fevereiro

Guias do IPTU 2021 de Jaraguá devem ser enviadas pelo correio até 10 de fevereiro
Geral

Santa Catarina exigirá rastreabilidade do leite para dar mais segurança ao consumidor

Na prática, os estabelecimentos que recebem leite ou processam leite cru refrigerado terão que rastrear toda a matéria-prima e solicitar os exames de brucelose e tuberculose dos bovinos de seus fornecedores
Santa Catarina exigirá rastreabilidade do leite para dar mais segurança ao consumidor
Ver mais de Economia