Delivery Much
ECONOMIA

Maia: se tiver acordo, votamos MP do saneamento na semana que vem

28 Mai 2019 - 18h42Por Renato Onofre

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na tarde desta terça-feira, 28, que ainda vai tentar um acordo para a votação da medida provisória que atualiza o marco legal do saneamento básico no País. "Se tiver, votamos na semana que vem em regime de urgência", afirmou Maia em conversa com jornalistas na Câmara. A MP 868, que trata do marco regulatório do setor de saneamento, está na fila de votação do plenário da Câmara, sob risco de caducar.

Maia voltou a defender que a questão da cessão onerosa fique fora do teto de gastos para que o governo consiga um acordo com a Petrobras. Conforme o próprio secretário da Fazenda, Waldery Rodrigues, já informou, será necessária uma proposta de emenda constitucional para alterar o teto de gastos neste ano e permitir o pagamento à Petrobras de R$ 33 bilhões relativos ao acordo da cessão onerosa.

Maia acrescentou ainda que esteve com o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, discutindo a PEC do orçamento impositivo e a ideia é trabalhar para incluir na PEC a questão da cessão onerosa.

O presidente da Câmara disse ainda que amanhã terá um café com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para discutir com ele propostas que ampliem a concorrência bancária.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Geral

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União
INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
Economia

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

São consideradas instituições com mais de 4 milhões de clientes
Economia

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

O novo valor será de R$ 1,98 para as revendedoras
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
Ver mais de Economia