ECONOMIA

Kátia Abreu critica proposta para Benefício de Prestação Continuada

26 Fev 2019 - 16h50Por Fabrício de Castro, Eduardo Rodrigues e Silvia Araujo

Em uma sessão marcada por longos blocos de perguntas repetitivas dos senadores e apenas pequenos tempos de resposta para o economista Roberto Campos Neto, indicado para a presidência do Banco Central, o debate entre os parlamentares transbordou para a reforma da Previdência.

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) aproveitou a sabatina de Campos Neto na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), para dizer ser favorável à reforma da Previdência, mas criticou pontos da proposta do governo. Ela rebateu acusações de outros senadores que a aposentadoria rural seria fraudulenta.

"Atacar setores não ganha voto (para a aprovação da reforma), ganha antipatia. Aposentadoria rural não é fraude", afirmou. "Fraudes existem também nessa Casa, há fraudes de médicos, juízes. Em todas as áreas tem corrupção. Não aceito falar que a aposentadoria rural é fraude. Fraude é questão de Polícia Federal e de um Estado que não consegue fiscalizar os seus programas", completou.

A senadora criticou ainda o fato da proposta atual propor apenas R$ 400 como Benefício de Prestação Continuada (BPC) entre os 60 e 70 anos de idade para as pessoas em situação de miserabilidade.

"Não sou de uma direita que tem vergonha de falar de pobres e da área social. Não vamos votar contra os idosos do País. Com R$ 400 os idosos serão devolvidos para os asilos. O BPC traz o idoso pra dentro de casa sem que ele seja um peso para a família. É nojento e inadmissível falar em (um benefício de) R$ 400.

Para Kátia Abreu, aprovar apenas a reforma da Previdência não é a solução para todos os males do País. Ela questionou se o governo não irá abordar outras questões, como a tributação de lucros e dividendos. "A reforma é super importante, mas não é a última Coca Cola do deserto. O governo tem que sinalizar que vai mexer com os privilégios dos grandes, e não mexer com mulheres, produtores rurais, professores e policiais", completou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaraguá do Sul inova com lançamento do CDL BOX

Além de beneficiar clientes e lojistas, a ferramenta ainda servirá para ajudar instituições jaraguaenses cadastradas.
Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaraguá do Sul inova com lançamento do CDL BOX
Economia

Geo Portal, da Prefeitura de Jaraguá, alcança mais de 600 consultas diárias

Serviço busca expandir informações geográficas do município de forma simples e rápida
Geo Portal, da Prefeitura de Jaraguá, alcança mais de 600 consultas diárias
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Ver mais de Economia