segunda, 25 de março de 2019 - 15h15
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
ECONOMIA

Juros recuam com dólar e Previdência, apesar de IPCA mais forte

12 Mar 2019 - 11h05Por Luciana Antonello Xavier

Os juros futuros abriram praticamente estáveis na manhã desta terça-feira, 12, acentuaram o recuo, em linha com o dólar, e apesar de o IPCA de fevereiro ter subido 0,43%, acima do teto das estimativas, que iam de alta de 0,26% a 0,42%. Em janeiro, o indicador subiu 0,32%.

Segundo profissionais de renda fixa, a inflação não é uma preocupação no momento e as atenções estão mais voltadas para o andamento da reforma da Previdência, cujos sinais são vistos como positivos.

Às 9h56, o DI para janeiro de 2020 estava em 6,44%, de 6,445% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2021 exibia 7,02%, de 7,06%, enquanto o vencimento para janeiro de 2023 marcava 8,08%, de 8,15% no ajuste anterior. Já o DI para janeiro de 2025 estava em 8,59%, de 8,67% no ajuste de ontem. No câmbio, o dólar á vista recuava 0,59%, a R$ 3,8178 e o dólar futuro para abril caía 0,55%, aos R$ 3,8220.

Mais tarde, o Tesouro Nacional realiza leilão de até 1,15 milhão de Notas do Tesouro Nacional - Série B (NTN-B), papéis que são remunerados pelo IPCA, em quatro vencimentos divididos em dois grupos (11h00).

Odontocop - Março