Delivery Much
ECONOMIA

Juros futuros recuam com reajuste do diesel, mas risco de greve limita movimento

18 Abr 2019 - 10h46Por Luciana Antonello Xavier

As taxas futuras de juros abriram esta quinta-feira, 18, mais perto da estabilidade e há pouco tinham queda moderada, em linha com o dólar, refletindo a reação positiva ao anúncio de reajuste do diesel. Profissionais de renda fixa, no entanto, ressaltam que o movimento é limitado pelo risco de greve dos caminhoneiros, além do leilão de títulos que o Tesouro realiza hoje.

Às 9h21, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2020 marcava 6,450%, de 6,460% no ajuste de quarta-feira. O DI para janeiro de 2021 exibia 7,09%, de 7,12%. O vencimento para janeiro de 2023 estava em 8,27%, de 8,31% no ajuste de ontem. E o DI para janeiro de 2025 caía a 8,79%, na mínima, de 8,84% no ajuste anterior. No câmbio, o dólar à vista cedia 0,19% neste mesmo horário, a R$ 3,9280. O dólar futuro para maio recuava 0,18%, a R$ 3,9315.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Geral

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União
INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
Economia

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

São consideradas instituições com mais de 4 milhões de clientes
Economia

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

O novo valor será de R$ 1,98 para as revendedoras
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
Ver mais de Economia