duas rodas aniversário jaraguá
caragua mobile
ECONOMIA

IPC-C1 (baixa renda) sobe 0,73% em abril, ante 0,67% em março, revela FGV

06 Mai 2019 - 09h31Por Vinicius Neder

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) subiu 0,73% em abril, após a alta de 0,67% registrada em março, informou na manhã desta segunda-feira, 6, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O indicador mensura o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre um e 2,5 salários mínimos. Com o resultado, o índice acumulou alta de 2,52% no ano. A taxa acumulada em 12 meses foi de 5,86%.

Em abril, o IPC-C1 ficou acima da variação da inflação média apurada entre as famílias com renda mensal entre um e 33 salários mínimos, obtida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), que teve alta de 0,63% no mês. No acumulado em 12 meses, a taxa do IPC-BR também foi inferior, aos 5,19%.

A inflação de alimentos, que puxou a aceleração dos índices de preços ao consumidor nos primeiros meses do ano, já começou a pesar menos na leitura de abril do IPC-C1. O grupo Alimentação desacelerou de 1,23% em março para 0,76% em abril.

No movimento de desaceleração, a FGV chamou atenção para o item arroz e feijão (de 6,20% em março para -0,80% em abril). Ainda assim, o tomate (alta de 28,88% em abril) e a cebola (13,11%) seguiram em alta firme.

As passagens de ônibus urbanos e os medicamentos substituíram os alimentos nos papéis de vilões da inflação ao consumidor de baixa renda. Com isso, aceleraram as taxas de variação das classes de despesa Saúde e Cuidados Pessoais (0,25% para 1,08%) e Transportes (1,27% para 1,67%). Os destaques nessas classes foram os itens medicamentos em geral (0,09% para 1,68%) e tarifa de ônibus urbano (0,87% para 2,12%).

Na passagem de março para abril, também aceleraram as classes Despesas Diversas (-0,15% para 0,24%), Educação, Leitura e Recreação (0,10% para 0,35%), Vestuário (0,61% para 0,71%) e Comunicação (-0,06% para -0,02%).

caragua mobile

Matérias Relacionadas

Economia

SC responde por 11% do crédito aprovado pelo BNDES no primeiro trimestre

Aprovações de financiamentos chegam a R$ 2,8 bilhões de janeiro a março, incremento de 167,5% frente a igual período de 2023
SC responde por 11% do crédito aprovado pelo BNDES no primeiro trimestre
Economia

Mercado aumenta previsão da inflação de 4% para 4,05% em 2024

Projeção de expansão da economia é de 2,15% este ano, diz BC
Mercado aumenta previsão da inflação de 4% para 4,05% em 2024
Economia

Estado emite Nota com recomendações para reforçar medidas de biosseguridade em granjas avícolas

Estado reforça que o consumo da carne de aves e ovos de estabelecimentos avícolas inspecionados pelo Serviço Veterinário Oficial permanece seguro à população
Estado emite Nota com recomendações para reforçar medidas de biosseguridade em granjas avícolas
Economia

Abertura de empresas em Jaraguá do Sul é superior à média estadual

A desburocratização é apontada como um dos fatores que tem incentivado o empreendedorismo no Estado
Abertura de empresas em Jaraguá do Sul é superior à média estadual
Ver mais de Economia