ECONOMIA

IGP-10 sobe 1,00% em abril ante alta de 1,40% em março, revela FGV

15 Abr 2019 - 09h43Por Daniela Amorim

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) subiu 1,00% em abril, após ter aumentado 1,40% em março, informou nesta segunda-feira, 15, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou acima da mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, calculada em 0,88%, e dentro do intervalo das previsões, de 0,76% a 1,10%.

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de abril, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram avanço de 1,19% no mês, ante uma elevação de 1,93% em março. Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram crescimento de 0,73% em abril, após a elevação de 0,48% no mês anterior. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve aumento de 0,35% em abril, depois de um avanço de 0,07% em março.

O IGP-10 acumulou um aumento de 2,55% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 8,46%. O período de coleta de preços para o indicador de abril foi do dia 11 de março a 10 deste mês.

Os aumentos nos custos dos transportes pressionaram a inflação ao consumidor dentro do IGP-10 de abril. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) subiu 0,73% em abril, após ter avançado 0,48% em março. Sete das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas, com destaque para o grupo Transportes, que passou de alta de 0,44% em março para aumento de 1,33% em abril. A gasolina saiu de uma queda de 0,36% para um avanço de 3,15% no período.

Os demais acréscimos ocorreram nas taxas dos grupos Vestuário (de 0,13% para 0,76%), Habitação (de 0,35% para 0,49%), Educação, Leitura e Recreação (de -0,11% para 0,17%), Despesas Diversas (de -0,05% para 0,26%), Comunicação (de -0,02% para 0,11%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,47% para 0,48%).

Houve contribuições dos itens roupas (de 0,22% para 0,91%), tarifa de eletricidade residencial (de 0,79% para 1,75%), passagem aérea (de -5,20% para -2,87%), bilhete lotérico (de 0,00% para 10,75%), pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,00% para 0,93%) e medicamentos em geral (de 0,13% para 0,58%).

Na direção oposta, o grupo Alimentação apresentou ligeiro decréscimo em sua taxa de variação, de 1,05% para 1,04%. A maior contribuição partiu do item arroz e feijão, que passou de 10,82% para 3,80%.

IPAs

Os preços agropecuários mensurados pelo IPA Agrícola subiram 1,86% no atacado em abril, após um aumento de 4,68% em março. Já os preços dos produtos industriais medidos pelo IPA Industrial tiveram alta de 0,96% este mês, depois da elevação de 1,04% no atacado em março.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 1,48% em abril, ante um avanço de 1,97% em março.

Os preços dos bens intermediários subiram 0,62% em abril, após aumento de 0,54% no mês anterior.

Já os preços das matérias-primas brutas apresentaram aumento de 1,53% em abril, depois da expansão de 3,60% em março.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2

Parcela varia de R$ 150 a R$ 375, dependendo do beneficiário
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2
Economia

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h
Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado
Economia

WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais

Com uma nova fábrica de Eletrocentros em Betim, companhia pretende fortalecer sua posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos industriais e para geração de energia do país
WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais
Economia

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
Ver mais de Economia