Economia

Gás de cozinha fica 5% mais caro a partir de hoje

Preço final ao consumidor dependerá de repasse pelas distribuidoras

27 Dez 2019 - 15h48Por Agência Brasil
Gás de cozinha fica 5% mais caro a partir de hoje -

A partir de hoje (27), o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, fica em média 5% mais caro para as distribuidoras. O reajuste foi confirmado pela Petrobras e se refere ao preço à vista e sem tributos. O preço final ao consumidor depende do repasse feito pelas distribuidoras.

Ontem, a estatal anunciou que renovou o contrato com 12 distribuidoras estaduais a partir de janeiro, “com base em uma nova fórmula de preço da molécula de gás indexada ao preço do petróleo”. São elas GásBrasiliano, São Paulo Sul, Comgás (parcialmente), BR Espírito Santo, Gasmig, CEG, CEG-RIO, Algás, Bahiagás, Sergás, Potigás e Pbgás.

Com isso, a Petrobras estima que o preço do produto possa ter uma redução média imediata de 10% em relação aos contratos anteriores, considerando o preço do petróleo na faixa de US$ 60/bbl.

Matérias Relacionadas

Economia

Lunelli sanciona lei que institui o Sandbox Regulatório

Jaraguá do Sul é um dos primeiros municípios a aprovar esta lei. O objetivo é possibilitar que empresas, já constituídas, tenham autorização temporária para testar negócios inovadores
Lunelli sanciona lei que institui o Sandbox Regulatório
Economia

CDL de Jaraguá lança campanha "Lembranças pra toda vida" para o Dia dos Avós

A data tem se consolidado no calendário do varejo com aumento expressivo nas vendas ao longo dos últimos anos
CDL de Jaraguá lança campanha "Lembranças pra toda vida" para o Dia dos Avós
Economia

SC registra crescimento de 47,63% no saldo de novas empresas no primeiro semestre

Foram 107.268 empreendimentos constituídos e 32.431 extintos em Santa Catarina no primeiro semestre de 2021
SC registra crescimento de 47,63% no saldo de novas empresas no primeiro semestre
Geral

Advogado esclarece lei que regulamenta uso de dados pessoais na plenária da ACIAG

A LGPD regulamenta o uso de dados pessoais no Brasil, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade
Advogado esclarece lei que regulamenta uso de dados pessoais na plenária da ACIAG
Ver mais de Economia