ECONOMIA

Garrido: economia com proposta a militares nos 3 primeiros anos é de R$ 2,29 bi

20 Mar 2019 - 20h44Por Idiana Tomazelli e Adriana Fernandes

A proposta de reforma dos militares, que inclui mudanças nas regras de aposentadoria e reestruturação das carreiras, vai gerar economia de R$ 2,29 bilhões entre 2020 e 2022, informou o assessor especial do Ministério da Defesa, general Eduardo Garrido. Segundo ele, em nenhum ano haverá custo com a reestruturação maior que a economia com a mudança nas regras previdenciárias.

No primeiro ano, a despesa extra será de R$ 4,5 bilhões, enquanto o incremento na receita será de R$ 5,3 bilhões. No segundo ano, o gasto aumenta em R$ 6,3 bilhões, e as receitas, R$ 7,2 bilhões. No terceiro ano, a despesa sobe em R$ 8,2 bilhões, e as receitas, R$ 8,9 bilhões.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil
Economia

Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado

Abono equivale ao 13º salário dos segurados
Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
Política

Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão

Durante o encontro, os associados da Acias fizeram alguns questionamentos e foram prontamente esclarecidos
Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão
Economia

Parceria entre WEG e Vale dá início a produção de eletrocentros em Minas Gerais

Contrato firmado entre WEG e Vale prevê o fornecimento de eletrocentros solares para implantação do Projeto Sol do Cerrado, um dos maiores parques de geração de energia fotovoltaica do Brasil
Parceria entre WEG e Vale dá início a produção de eletrocentros em Minas Gerais
Ver mais de Economia