105 Ouça
Valeio Gorges
ECONOMIA

Em jantar, Maia e lideranças falam em 'baixar a temperatura'

25 Mar 2019 - 11h16Por Camila Turtelli

Lideranças do Centrão decidiram tentar "baixar a temperatura" da crise instalada entre o Executivo e o Parlamento nos últimos dias. A conversa foi travada em um jantar realizado neste domingo, 24, na residência oficial de Rodrigo Maia (DEM-RJ). O presidente da Câmara quer acalmar os ânimos e seguir com os trabalhos para a aprovação da reforma da Previdência.

Maia é defensor do projeto independentemente do governo, mas avalia que tinha assumido uma obrigação que não é de sua competência, que é de arregimentar votos para sua aprovação. "Esse é o trabalho dos líderes do governo", disse um interlocutor. "Maia não tem essa responsabilidade institucional", afirmou.

Durante o jantar, os parlamentares conversaram sobre o decreto de Bolsonaro que isentou norte-americanos de visto para entrar no Brasil. Na semana passada, um grupo ameaçava retaliar o governo com a aprovação de um projeto que anularia este decreto de Bolsonaro.

Segundo um líder, Maia sugeriu que essa estratégia fosse abandonada, justamente para acalmar os ânimos. No entanto, esse recuo ainda não é consenso entre os líderes. Eles devem ainda bater o martelo sobre essa questão no início desta semana.

Valeio Gorges

Matérias Relacionadas

Economia

Gustavo Bardim realiza turnê com Orquestra Jovem da SCAR

A turnê terá um repertório eclético, com canções que vão do clássico sertanejo ao rock e prometem agradar todos os públicos.
Gustavo Bardim realiza turnê com Orquestra Jovem da SCAR
Economia

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Portaria que amplia transação tributária foi publicada hoje
Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto
Economia

Decreto regulamenta crédito consignado no Auxílio Brasil

Texto foi publicado hoje no Diário Oficial da União
Decreto regulamenta crédito consignado no Auxílio Brasil
Economia

Desemprego registra queda em 22 unidades da federação

Maior recuo foi registrado em Tocantins
Desemprego registra queda em 22 unidades da federação
Ver mais de Economia