ECONOMIA

Construção demite 42 mil em 1 ano, diz IBGE; indústria corta 200 mil vagas

27 Fev 2019 - 14h30Por Daniela Amorim

A construção cortou 42 mil postos de trabalho no período de um ano, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A indústria demitiu outros 200 mil trabalhadores no trimestre encerrado em janeiro de 2019 em relação ao trimestre até janeiro do ano anterior. Também houve corte de vagas nos serviços domésticos, com 118 mil trabalhadores a menos em um ano; na agricultura, com menos 72 mil empregos; e no comércio, -104 mil trabalhadores.

Na direção oposta, a atividade de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas registrou um crescimento de 229 mil vagas em um ano.

Também houve aumento no contingente de trabalhadores de alojamento e alimentação (+241 mil empregados), outros serviços (+155 mil pessoas), administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (+540 mil vagas) e transporte, armazenagem e correio (+201 mil vagas).

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Reajuste será nas refinarias e entra em vigor amanhã
Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
Economia

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Receita espera receber 32,6 mi de declarações até 30 de abril
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Mega-Sena sai para um apostador que ganha 49 milhões

Próximo sorteio será quarta-feira
Saúde

Entidades empresariais manifestam apoio ao decreto do Governo do Estado

Ver mais de Economia