ECONOMIA

Cautela política limita alta do Ibovespa, mesmo com exterior positivo

16 Mai 2019 - 12h44Por Maria Regina Silva

A cautela com a cena política pesa na B3 nesta quinta-feira, 16, apesar do mercado acionário externo positivo. Às 11h17, o Ibovespa cedia 0,94%, aos 90.763,54 pontos.

A ida de milhares de pessoas às ruas do País na quarta-feira, 15, em manifesto contra o bloqueio de recursos na área da Educação e a audiência pública na Câmara com o ministro Abraham Weintraub sobre os cortes na área educacional, também na quarta, retratam a fragilidade do atual governo que tem menos seis meses.

"Se tiver alguma recuperação, não deve ser nada maravilhoso por causa da tensão política que continua", diz o economista-chefe da ModalMais, Álvaro Bandeira.

Para completar a onda de notícias desfavoráveis para pessoas ligadas ao governo ou a componentes dele, o Ministério Público do Rio identificou no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (hoje senador pelo PSL-RJ) na Assembleia Legislativa fluminense o que considerou serem indícios de uma "organização criminosa com alto grau de permanência e estabilidade", voltada para cometer crimes de peculato (desvio de dinheiro público).

O temor é que esse tipo de denúncia respingue no Planalto, dificultando ainda mais a relação do governo com o Congresso, de forma a atrasar mais a aprovação da reforma da Previdência.

"É preciso ter melhora do quadro político para a reforma andar. Tem de aprová-la ainda neste semestre. Depois, fica complicado, difícil de acontecer", diz Bandeira.

Em meio às incertezas que pairam sobre a reforma, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na quarta-feira em Nova York que "com ou sem governo", o País fará a reforma da Previdência.

Nem mesmo a valorização do petróleo, em reação às tensões no Oriente Médio, com o avanço das divergências entre EUA e Irã e após ataques a navios-tanque que transportam petróleo da Arábia Saudita, impulsionam os papéis da Petrobras, que cedem.

Matérias Relacionadas

Economia

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

Valor será menor do que os atuais R$ 600
Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial
Economia

Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento
Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio
Economia

Petrobras reajusta em 5% preço do gás de cozinha

Preço médio da estatal será equivalente a R$ 24 por botijão de 13 kg
Santa Catarina

Empresômetro aponta mais de 946 mil empresas ativas em Santa Catarina

Nos quatro primeiros meses de 2020, foram abertos 49 mil negócios no estado
Empresômetro aponta mais de 946 mil empresas ativas em Santa Catarina
Ver mais de Economia