Joaçaba Pneus
ECONOMIA

Bolsonaro diz contar com patriotismo do Parlamento para discutir Previdência

26 Fev 2019 - 15h52Por Anne Warth, enviada especial

O presidente Jair Bolsonaro disse contar com o "patriotismo" de deputados e senadores nas discussões para mudar a proposta de reforma da Previdência, enviada na semana passada pelo governo ao Congresso.

"Não tenho a menor dúvida de que o Parlamento fará as correções que têm que ser feitas, porque, afinal de contas, nós não somos perfeitos e essa proposta tem que ser aperfeiçoada", afirmou, após participar da cerimônia de posse da nova diretoria de Itaipu.

"Nós contamos com o patriotismo e o entendimento do Parlamento para que nós possamos de fato ter uma reforma da Previdência, porque, caso contrário, economicamente, o Brasil é um País fadado ao insucesso", acrescentou.

Bolsonaro não comentou o fato de que ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, entrou na Justiça com uma liminar, solicitando a retirada de reportagens da Folha de S.Paulo sobre o esquema de candidaturas-laranja do PSL em Minas Gerais. O pedido foi negado. "Peço por favor, estamos tratando de uma questão de extrema importância para o País. Outra pergunta", disse.

Bolsonaro também não comentou a situação da Venezuela e os conflitos na fronteira com Roraima.

Matérias Relacionadas

Economia

Exportação de SC cresce 36,3% em maio

No acumulado de janeiro a maio, os embarques do estado somaram US$ 3,8 bilhões - um aumento de 11,2% em relação ao mesmo período de 2020
Exportação de SC cresce 36,3% em maio
Economia

Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses

Programa de Microcrédito Municipal atende micro e pequenas empresas, microempreendedores individuais e autônomos
Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses
Economia

Bolsonaro pede a empresários para segurarem preço dos alimentos

Pedido ocorreu durante encontro no Rio de Janeiro
Bolsonaro pede a empresários para segurarem preço dos alimentos
Economia

Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano

Decisão de elevar a Selic pela terceira vez era esperada pelo mercado
Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano
Ver mais de Economia