ECONOMIA

Bolsas de NY fecham sem direção única, influenciadas por Fed

20 Mar 2019 - 21h13Por Gabriel Wainer

As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 20, após o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) anunciar a manutenção das taxas de juros na faixa entre 2,25% e 2,50% e rever para baixo suas projeções econômicas e a perspectiva de novos aumentos de taxa de juros.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,55%, aos 25.745,67 pontos; o S&P 500 caiu 0,29%, aos 2.824,23 pontos; e o Nasdaq subiu 0,06%, a 7.728,97 pontos.

Os principais índices perderam fôlego no final da sessão, depois de subirem imediatamente após a decisão de política monetária do Fed, mais precisamente após o presidente da instituição ter afirmado que "a economia vai bem".

O Fed também informou que a instituição deve diminuir o ritmo da venda de ativos de seu balanço patrimonial. Na avaliação do diretor de economia em tempo real da Moody's Analytics, Ryan Sweet, a paralisação em setembro do processo de normalização do balanço de ativos do Fed era uma medida aguardada e causou pouca surpresa. Ele acredita que no último mês do quarto trimestre o Federal Reserve registrará um total de US$ 3,6 trilhões que deverá ficar estável por bom tempo.

Além disso, o Fed ainda revisou para baixo as projeções de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em 2019 e 2010. Sobre isso, o economista sênior para EUA da Capital Economics, Michael Pearce, acredita que as previsões econômicas ainda estão otimistas demais. "Esperamos que o crescimento econômico permaneça bem abaixo da tendência ao longo de 2019 e é por isso que achamos que o próximo passo do Fed será cortar as taxas de juros", destacou.

Entre as principais ações do dia, os papéis da General Motors fecharam em queda de 3,32%, ampliada após Trump criticar a companhia por sua intenção de fechar sua fábrica em Ohio. A empresa de logística FedEx também teve perdas relevantes, fechando o pregão em queda de 3,5% depois de cortar sua perspectiva de crescimento pelo segundo trimestre consecutivo e afirmar que o cenário econômico global continua a prejudicar seus envios internacionais.

Após o fechamento do mercado, Trump utilizou o Twitter para parabenizar a montadora Ford por investimentos de quase US$ 1 bilhão em Michigan, que se seguem aos aportes de aproximadamente a mesma quantia no mês passado em uma fábrica de Chicago. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Matérias Relacionadas

Economia

Dólar fecha abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de um ano

Bolsa encerrou com queda de 0,38%
Economia

ACIJS completa 83 anos e apresenta nova plataforma digital a associados e comunidade

A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul ACIJS completa nesta terça-feira (22) 83 anos desde sua fundação em 22 de junho de 1938.
ACIJS completa 83 anos e apresenta nova plataforma digital a associados e comunidade
Geral

Há 20 anos no mercado, empresa Bold aposta em inovação e cria acrílico antiviral

Sócio fundador e CEO da BOLD, Ralf Benedito Sebold, participou ao vivo do Diário da Jaraguá desta terça-feira (22).
Há 20 anos no mercado, empresa Bold aposta em inovação e cria acrílico antiviral
Geral

GUARAMIRIM - Programa Nascer recebe propostas para pré-incubação de ideias inovadoras

Objetivo da iniciativa é visa estimular a inovação e o empreendedorismo inovador de base tecnológica
Ver mais de Economia