vacina
ECONOMIA

Bolsas da Europa fecham em alta, com otimismo sobre diálogo EUA-China

22 Fev 2019 - 16h25Por Gabriel Bueno da Costa

As bolsas europeias fecharam com ganhos nesta sexta-feira, 22, apoiadas pela expectativa positiva sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China em Washington. Além disso, resultados corporativos foram acompanhados.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,22%, em 371,23 pontos, e na comparação semanal teve ganho de 0,62%.

A notícia da noite da quinta-feira de que o presidente americano, Donald Trump, se reuniria com o vice-premiê chinês, Liu He, na Casa Branca, foi vista como um sinal de avanço no diálogo bilateral, o que impulsionou o apetite por risco entre investidores. Não está claro se pode se materializar um acordo, mas Trump tem mostrado uma postura mais favorável e a possibilidade de uma reunião entre ele e o presidente chinês, Xi Jinping, também reforça a hipótese de que poderia surgir uma solução nas divergências. Ao menos, analistas apontam que pode ser estendido o prazo da trégua nas tarifas bilaterais, que termina em 1º de março.

Entre os balanços, Telecom Italia reverteu lucro e registrou prejuízo de 1,41 bilhão de euros em 2018. A maior companhia de telecomunicações italiana atribuiu o resultado a uma amortização de ágio no valor de 2,59 bilhões de euros. Analistas previam perda menor, de 487 milhões de euros, mas o papel subiu 1,63%, após a empresa também divulgar perspectivas atualizadas de resultados.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,16%, em 7.178,60 pontos, e na semana recuou 0,80%. Entre os papéis mais negociados, Vast Resources subiu 2,94%, mas Lloyds recuou 0,55%.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,30%, a 11.457,70 pontos, e na semana ganhou 1,40%. Deutsche Bank caiu 0,50% e Commerzbank avançou 0,59%, entre os bancos alemães. No setor de energia, E.ON teve alta de 0,55%.

Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,38%, a 5.215,85 pontos, e na semana subiu 1,22%. Crédit Agricole teve alta de 0,67% e Société Générale, de 1,42%, enquanto a petroleira Total subiu 0,44%.

Em Milão, o índice FTSE-MIB teve ganho de 0,26%, a 20.262,51 pontos, e na comparação semanal registrou alta de 0,25%. BPM recuou 0,98%, mas Intesa Sanpaolo subiu 0,10% e UniCredit avançou 0,23%, entre os bancos.

O índice IBEX-35, da bolsa de Madri, avançou 0,15%, a 9.204,60 pontos, e na semana subiu 0,89%. Santander recuou 0,45% e Banco de Sabadell caiu 1,00%, enquanto Liberbank se destacou, em alta de 19,90%.

Na bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 foi na contramão dos demais e recuou 0,17%, a 5.152,69 pontos, e na semana subiu 0,21%. Banco Comercial Português caiu 1,37%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Matérias Relacionadas

Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Geral

Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região

Tema central será a Proteção Financeira, com foco em formas de o consumidor se prevenir contra golpes e fraudes financeiras.
Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região
Ver mais de Economia