ECONOMIA

Arábia Saudita planeja cortar mais produção de petróleo no acordo com Opep

20 Dez 2018 - 12h12

A Arábia Saudita planeja reduzir mais sua produção que o comprometido no recente acordo liderado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e com a presença de aliados, como a Rússia, de acordo com documentos aos quais o Wall Street Journal teve acesso. Os documentos mostram os esforços do cartel para ser mais transparente sobre sua produção.

O acordo prevê um corte conjunto de 1,2 milhão de barris por dia (bpd) na produção, em relação aos níveis de outubro. Os preços, porém, continuaram a cair desde o anúncio, em meio a dúvidas de operadores sobre sua implementação.

"No interesse da abertura e da transparência e para apoiar o sentimento e a confiança do mercado, é vital tornar publicamente disponíveis os ajustes na produção", afirmou em carta o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo. Segundo ele, isso apoiará a confiança no compromisso do grupo.

Os cortes coletivos seguirão em 1,2 milhão de bdp, mas as reduções de cada país devem ser de 3,0%, não mais de 2,5%. Apenas alguns países mostraram ao público compromissos específicos, como Arábia Saudita e Rússia, e as mudanças de agora nos números refletem as isenções para Irã, Venezuela e Líbia, segundo as fontes.

A Arábia Saudita reduzirá sua produção em cerca de 322 mil bpd ante outubro, não mais em 250 mil como antes anunciado. Isso levaria a produção saudita a 10,311 milhões de barris por ida. Barkindo, porém, diz em um documento que o país estaria comprometido a ajustar sua produção para 10,2 milhões de bpd.

Muitos membros da Opep adotam medidas concretas para reduzir a produção a partir de 1º de janeiro. O Ministério do Petróleo angolano, por exemplo, pediu que as companhias locais dividam os cortes de 47 mil barris por dia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Matérias Relacionadas

Economia

Sorteio da Quina de São João será neste sábado

Prêmio de R$ 170 milhões é o maior do concurso
Sorteio da Quina de São João será neste sábado
Economia

Banco Central nega possibilidade de golpe com Pix agendado

Segundo órgão, mensagem que circula na internet não passa de rumor
Banco Central nega possibilidade de golpe com Pix agendado
Economia

Governo deve anunciar prorrogação do auxílio nesta semana, diz Guedes

Ministro se reuniu com empresário na Fiesp, em São Paulo
Governo deve anunciar prorrogação do auxílio nesta semana, diz Guedes
Política

Secretário e deputados discutem aperfeiçoamento do Prodec

A iniciativa visa tornar os benefícios do principal programa de incentivo ao desenvolvimento da indústria mais acessíveis ao investidor
Secretário e deputados discutem aperfeiçoamento do Prodec
Ver mais de Economia