105 Ouça
Caraguá
ECONOMIA

Após pagar fiança, Carlos Ghosn é libertado da prisão em Tóquio

06 Mar 2019 - 05h52Por Dow Jones Newswires

Após 108 dias preso em Tóquio, o executivo Carlos Ghosn foi libertado nesta quarta-feira, 6. O brasileiro pagou fiança de 1 bilhão de reais (R$ 33,8 milhões), estabelecida na véspera pela Justiça japonesa. A informação foi divulgada pela emissora de TV NHK.

Ghosn é acusado de falsificar informes sobre seus rendimentos e de ter se beneficiado pessoalmente de recursos da Nissan, montadora japonesa da qual foi o principal executivo e o presidente do conselho de administração.

O julgamento do brasileiro não está marcado, mas não deverá ocorrer em um prazo inferior a seis meses, segundo a avaliação de advogados. Até lá, Ghosn permanecerá vivendo em Tóquio.

Imagens da NHK mostram Ghosn saindo da prisão vestindo um uniforme, máscara e boné. Ele deixou o prédio entrou em uma van, sob os olhares de centenas de jornalistas que o aguardavam. O executivo nega irregularidades e diz estar passando por um "terrível martírio".

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR

Contribuintes receberão crédito bancário no próximo dia 31
Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR
Economia

Oportunidade de trabalho

Confira!
Oportunidade de trabalho
Segurança

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos
Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix
Economia

Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis

Em 2021, a gasolina e o diesel subiram 47%, Etanol acumula alta de 62%
Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis
Ver mais de Economia