ECONOMIA

A TV, Eduardo Bolsonaro diz que reforma deve ir ao plenário na metade do ano

27 Abr 2019 - 11h20

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou ontem à noite que acredita que a reforma da Previdência deve ir ao plenário da Câmara "mais ou menos" na metade do ano, após passar pela comissão especial da Casa. A declaração foi dada em entrevista à jornalista Mariana Godoy, da RedeTV, que perguntou ao deputado sobre a expectativa de duração das discussões na comissão.

Para ele, a "maioria esmagadora" dos deputados do chamado Centrão que estão na comissão vai votar a favor da reforma, mas eles se declaram neutros porque querem negociar emendas parlamentares com o presidente. "Isso é legítimo, é papel do deputado, não é toma-lá, dá-cá", disse. "Apesar de não terem dito que são a favor, estão muito tendentes a aprová-la", afirmou.

Eduardo disse também que será na comissão que vão ocorrer as demandas das categorias e as alterações na reforma. "É onde as coisas acontecem", emendou. Afirmou ainda que, pela informação que tem, o mínimo estabelecido pela equipe econômica para a economia fiscal gerada pela reforma em 10 anos é de R$ 1 trilhão, e não de R$ 800 bilhões, como chegou a dizer seu pai em café da manhã com jornalistas.

Eduardo negou ainda que o governo de Jair Bolsonaro vá se recusar a fazer negócios com a China ou com os países árabes. "Ninguém é maluco de fechar mercados para China ou países árabes. Jair Bolsonaro não fará isso", disse. Para ele, fazer negócios com os outros países não impede o governo brasileiro de fazer críticas.

Matérias Relacionadas

Economia

Intenção de gasto dos consumidores catarinenses para o Dia dos Pais deste ano cresceu 18,6%

Parte desse aumento pode ser explicado pelos resultados positivos registrados na economia catarinense
Intenção de gasto dos consumidores catarinenses para o Dia dos Pais deste ano cresceu 18,6%
Economia

Com destaque para o setor elétrico e para a WEG, indústria catarinense cresce 6,4% no ano até maio

Aumento da produção industrial reflete alto nível de consumo das famílias, acesso ao crédito e exportações; crescimento no mês foi de 5,8%
Com destaque para o setor elétrico e para a WEG, indústria catarinense cresce 6,4% no ano até maio
Saúde

Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá

Obra terá investimento de mais de R$ 14 milhões e ficará pronta em 18 meses
Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá
Economia

Indústria de Santa Catarina tem potencial para liderar produção na área da saúde

Especialistas reunidos na FIESC dizem que estado tem inteligência, tecnologia e capital humano para se destacar no Complexo Econômico-Industrial da Saúde
Indústria de Santa Catarina tem potencial para liderar produção na área da saúde
Ver mais de Economia