Delivery Much
ECONOMIA

63,9% dos desempregados no 1º trimestre são pretos e pardos, diz IBGE

16 Mai 2019 - 14h52Por Vinicius Neder

O coordenador de Trabalho e Rendimento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azeredo, chamou a atenção nesta quinta-feira, 16, para os efeitos da cor da pele no desemprego do País. Segundo os dados do IBGE, 63,9% do total de 13,387 milhões de brasileiros desempregados no primeiro trimestre são pretos e pardos.

Com isso, a taxa de desemprego entre as pessoas de pele preta ficou em 16,0%, ante a média nacional de 12,7%. Já a taxa para as pessoas de pele parda foi de 14,5%, enquanto, entre os brancos, ficou em 10,2%.

No primeiro trimestre de 2012, quando havia 7,6 milhões de desempregados, pretos e pardos representavam 59,1% do total de pessoas desocupadas, ou seja, o desemprego atingiu mais essa parcela da população.

"Em sua maioria, a população de pretos e pardos é de baixa renda. O avanço expressivo (no desemprego) é porque os cortes de vagas foram maiores nos canteiros de obra, e outros empregos que atingem a população mais pobre", afirmou Azeredo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras

O novo valor será de R$ 1,98 para as revendedoras
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
Economia

Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,43%

A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 3,43%
Economia

Santa Catarina inicia colheita de pitaia

Santa Catarina já é o segundo maior produtor da fruta no Brasil
Santa Catarina inicia colheita de pitaia
Geral

Obras de arte da duplicação da BR-280 são licitadas

Cinco empreiteiras participaram do processo licitatório, que compreende as obras de arte especiais do trecho - Ponte do Portal, Viaduto do Manne e elevado no bairro Avaí
Obras de arte da duplicação da BR-280 são licitadas
Ver mais de Economia