Caraguá

Pausa no consumo de alimentos processados pode gerar sensação de abstinência: saiba o que fazer

A abstinência pode servir como um alerta para a observação de como ocorre a dependência de determinados alimentos e, consequentemente, no investimento de autodomínio

24 Ago 2021 - 09h41Por Cristiane Molon

Reduzir ou cortar o consumo de alimentos processados, como massas e doces, e do café é uma recomendação comum para manter a saúde. Mas, com essa atitude também é normal surgir um processo de abstinência com diversos sintomas que interferem no bem-estar. Irritabilidade, dor de cabeça, ansiedade, falta de concentração e alterações no sono são alguns dos efeitos que ocorrem nesta fase.

Para muitos, os sinais já são suficientes para que os antigos hábitos sejam retomados, fortalecendo a relação de dependência emocional com a comida e a cafeína. Conforme a nutróloga Cristiane Molon, isso acontece porque certos alimentos possuem substâncias que estimulam o sistema nervoso central e proporcionam sensação de alívio e prazer imediato.

“O cérebro entende que essa é uma forma rápida de obter energia e induz a pessoa a comer ou beber mais, na busca constante pelo bem-estar. Mas, depois, vem o sentimento de culpa. O nível de energia diminui e as cobranças internas aumentam”, explica a profissional.

A dica da médica para quem está tentando controlar a compulsão por açúcar, frituras e cafeína, é não utilizá-los como recompensa ou consolo e estabelecer uma boa relação com a comida.

 “Mantenha, de forma consciente, o equilíbrio entre o corpo e a mente. Entenda o seu momento, observe o que é realmente necessário para se sentir melhor. Às vezes, precisamos de carinho, mais reconhecimento profissional ou solucionar conflitos familiares, questões que não se resolvem com alimentação”, aponta.  

A abstinência pode servir como um alerta para a observação de como ocorre a dependência de determinados alimentos e, consequentemente, no investimento de autodomínio. Segundo a nutróloga, outros hábitos que auxiliam neste processo são o autocuidado, a prática de atividades físicas, a leitura e ações simples do dia a dia, como experimentar sabores diferentes, mudar o visual e explorar novos lugares.