Você sabe, realmente, quando procurar um otorrino?

Confira o campo de atuação do médico especialista e o momento de marcar uma consulta.

26 Nov 2019 - 17h12Por Marcio Freitas

O otorrinolaringologista entra em cena quando se detecta alguma alteração no ouvido (oto), nariz (rino) ou garganta (laringo). Ele avalia respiração, audição, deglutição, voz e saúde das cordas vocais. Outras funções relacionadas envolvem a análise dos seios paranasais, faringe, laringe, cabeça e pescoço. 

Obstrução ou secreção nasal, dificuldades auditivas, como surdez, zumbido e incômodos nessa região, dores de cabeça, sangramentos e dores no ouvido, ronco, rouquidão na voz e dor de garganta são os sinais mais comuns que indicam o momento certo de procurar o otorrino. A atuação ainda abrange doenças relacionadas ao equilíbrio, como a labirintite, ao sono, como a apneia do sono, e também as alergias. O médico investiga dificuldades para respirar, paralisia facial, deformidades e traumas faciais, além de realizar cirurgia estética da face. 

Confira alguns outros incômodos que podem exigir cuidados de um otorrino:

Ouvido:
- Perfuração do tímpano
- Malformações congênitas do canal auditivo

Garganta e boca:
- Faringite
- Amídalas aumentadas
- Distúrbios da deglutição (dor ou dificuldade para engolir)
- Alterações das pregas vocais
- Lesões na boca ou língua
- Falha ou ausência de voz
- Câncer de garganta, laringe ou da cavidade oral
- Nódulos e pólipos na garganta ou nas cordas vocais

Nariz:
- Sangramento 
- Desvios de septo
- Aumento da adenoide
- Coriza intensa
- Distúrbios do olfato

Em crianças, a dor de ouvido, ou otite, e as inflamações da garganta, como amidalites, são os incômodos que mais surgem. Na fase adulta, a rinite e a sinusite predominam entre as queixas no consultório. Os idosos sofrem mais com a perda da audição e os distúrbios de equilíbrio. 

A lista de doenças da região da face é extensa, por isso, a avaliação do especialista fornece o diagnóstico e o tratamento corretos. Ao sentir a presença de sintomas nas regiões do ouvido, nariz e garganta, procure o otorrinolaringologista.