Importância do PSA para a saúde do homem

O Antígeno Prostático Específico (PSA) tem um nome complicado, mas é importante ter o termo sempre em mente, pois possui a função essencial de garantir a saúde masculina.

08 Ago 2019 - 07h00Por Raphael Lahr

O Antígeno Prostático Específico (PSA) tem um nome complicado, mas é importante ter o termo sempre em mente, pois possui a função essencial de garantir a saúde masculina. 

O PSA é uma proteína produzida pelo tecido prostático. A partir do exame de sangue é detectado se o homem tem tecido prostático, sendo benigno ou maligno. O aumento da próstata é uma característica normal com o passar dos anos, o que influencia também em acréscimo do nível de PSA. Porém, se existe a evolução de câncer de próstata, o PSA também será alterado. 

Dessa forma, você deve se perguntar: como saber se esse aumento representa algum risco à saúde? 

O médico urologista é quem irá analisar se a causa é benigna ou não. Por isso, é importante realizar o exame com o especialista anualmente a partir dos 45 anos (quando existe histórico familiar) ou aos 50 anos, em homens sem tendência a desenvolver a doença. 

Existem diversos fatores que impactam no nível do PSA, como o tamanho da próstata, idade e presença de nódulos ou inflamação na glândula. A interpretação do PSA é uma atividade complexa e deve ser feita somente pelo urologista. Isso porque, por exemplo, um PSA baixo não garante a um paciente de não ter câncer de próstata e um PSA alto não indica que realmente esteja doente.

Quando ele está aumentado, o médico pode utilizar uma técnica de imagem (geralmente ressonância nuclear magnética multiparamétrica), para investigar quais alterações existem na próstata. Mas, a confirmação do diagnóstico de câncer necessita de uma biópsia da glândula.

Como o câncer de próstata é uma doença com tumores de risco alto e risco muito baixo de mortalidade, o urologista é um importante profissional para orientar o paciente na decisão do tratamento da doença.