Setor supermercadista

Setor supermercadista encerra 2016 com balanço positivo

26 Jan 2017 - 13h36
Setor supermercadista encerra 2016 com balanço positivo -

Os dados são das pesquisas mensais realizadas pela Associação Catarinense de Supermercados (Acats) com empresas associadas de todos os portes e regiões.

No mês de dezembro de 2016 em relação a dezembro de 2015 houve crescimento de 0,38%, enquanto que em relação ao mês de novembro de 2016 as vendas foram superiores em 28,69%.


De acordo com o Presidente Executivo da Acats, Paulo Cesar Lopes, o ano de 2016 foi marcado pelas oscilações, alternando resultados positivos e negativos.

“Para um ano conturbado tanto na política como na economia como este de 2016, onde a taxa de desemprego cresceu muito e afetou o potencial de consumo da população, dá para concluir que o setor supermercadista conseguiu um bom resultado”, afirma.

O setor é responsável pelo abastecimento de cerca de 85% das necessidades em alimentos, higiene e limpeza da população. Santa Catarina representa cerca em torno de 6% do mercado nacional.

Expectativas

Para 2017, 87,5% dos empresários entrevistados acreditam que o ano será parecido com 2016, com crescimento entre 1% e 2%.


Apenas 12,5% estão otimistas e apostam que a retomada da economia virá de forma rápida e consistente.

Matérias Relacionadas

Geral

Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés confirmou que vai decretar estado de calamidade pública no estado por conta dos estragos.
Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone
Saúde

Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados

Até o momento, 852 mil pessoas se recuperaram da doença
Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados
Futebol

Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio

Dupla aguarda definição dos adversários nesta quinta
Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio
Geral

Malwee é a primeira marca de moda brasileira a lançar linha de máscaras e t-shirts antivirais

As máscaras seguem o padrão de tripla proteção recomendado pela OMS, com 3 camadas de tecido 100% algodão, sendo as duas primeiras com repelência à água e a última camada antiviral
Malwee é a primeira marca de moda brasileira a lançar linha de máscaras e t-shirts antivirais
Ver mais de Brasil