Queda

Setor de serviços tem queda de 4,9%

16 Nov 2016 - 12h29
Em setembro, o volume do setor de serviços recuou 4,9% em relação ao mesmo mês de 2015. Segundo o o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa é a maior queda para o mês desde o início da série histórica do indicador, em janeiro de 2012.

Já na comparação com agosto, a queda foi um pouco mais branda, de 0,3%. No mês anterior, frente a julho, a queda havia sido maior, de 1,4%. No ano, de janeiro a setembro, o setor acumula queda de 4,7% e, nos últimos 12 meses, de 5%.

De agosto para setembro, recuaram outros serviços (-2,5%); serviços prestados às famílias (-0,9%) e serviços de informação e comunicação (-0,6%). O agregado especial das atividades turísticas cresceu 1,5%, bem como serviços profissionais, administrativos e complementares (0,7%) e transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,3%).

 

g1

Matérias Relacionadas

Economia

IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho

Resultado aponta estabilidade ante a semana anterior
IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho
Geral

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia

Programa Floresta+ começa com projeto-piloto no Norte do país
Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia
Futebol

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Apesar da má atuação a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B
Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio
Geral

Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés confirmou que vai decretar estado de calamidade pública no estado por conta dos estragos.
Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone
Ver mais de Brasil