Eleições 2020
Queda

Setor de serviços tem queda de 4,9%

16 Nov 2016 - 12h29
Em setembro, o volume do setor de serviços recuou 4,9% em relação ao mesmo mês de 2015. Segundo o o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa é a maior queda para o mês desde o início da série histórica do indicador, em janeiro de 2012.

Já na comparação com agosto, a queda foi um pouco mais branda, de 0,3%. No mês anterior, frente a julho, a queda havia sido maior, de 1,4%. No ano, de janeiro a setembro, o setor acumula queda de 4,7% e, nos últimos 12 meses, de 5%.

De agosto para setembro, recuaram outros serviços (-2,5%); serviços prestados às famílias (-0,9%) e serviços de informação e comunicação (-0,6%). O agregado especial das atividades turísticas cresceu 1,5%, bem como serviços profissionais, administrativos e complementares (0,7%) e transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,3%).

 

g1

Matérias Relacionadas

Geral

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Sem vacina contra covid-19, evento é inviável, dizem especialistas
Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz

Tereza Cristina disse que a pandemia desequilibrou o mercado de grãos
Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Economia

Auxílio Emergencial: Caixa abre ciclo 4 de pagamentos

Beneficiários de janeiro e do Bolsa família recebem mais uma parcela
Auxílio Emergencial: Caixa abre ciclo 4 de pagamentos
Economia

Jaraguá fecha setembro com saldo positivo de 650 vagas de emprego abertas

Praticamente 90% foi gerado pela indústria
Jaraguá fecha setembro com saldo positivo de 650 vagas de emprego abertas
Ver mais de Brasil