Receita Federal

Repatriação de recursos já rendeu R$ 6,2 bi ao governo, informa Planejamento

23 Set 2016 - 11h40
A regularização de recursos legalmente mantidos no exterior rendeu ao governo R$ 6,2 bilhões até agora, divulgou ontem(22) o Ministério do Planejamento. De acordo com a pasta, o montante refere-se apenas aos valores declarados à Receita Federal até o momento, sem considerar os recursos que efetivamente ingressaram no país.

Até 31 de outubro, brasileiros que não tinham declarado bens e ativos no exterior poderão regularizar a situação pagando 15% de Imposto de Renda mais 15% de multa.

O valor declarado até o momento permitiu à equipe econômica ampliar de R$ 1,6 bilhão para R$ 2,8 bilhões a reserva técnica no Orçamento, que garantirá o cumprimento da meta fiscal de déficit primário – resultado negativo antes do pagamento dos juros da dívida pública – de R$ 170,5 bilhões para este ano.

Em nota, o Planejamento informou que os recursos declarados com a repatriação até o momento mais que compensa a queda na previsão anual dos outros itens de receita. Por causa do desempenho da economia neste ano, a equipe econômica reduziu em R$ 1,8 bilhão a previsão de receitas de dividendos de estatais, de R$ 4,9 bilhões para R$ 3,1 bilhões este ano.

Os dividendos são a parcela dos lucros que as empresas distribuem aos acionistas. No caso das estatais federais, o Tesouro Nacional, o maior acionista, fica com a maior parte dos dividendos. Com as empresas lucrando menos este ano, o valor repassado ao Tesouro recua.

 

As informações são da

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Economia

IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho

Resultado aponta estabilidade ante a semana anterior
IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho
Geral

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia

Programa Floresta+ começa com projeto-piloto no Norte do país
Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia
Futebol

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Apesar da má atuação a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B
Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio
Geral

Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés confirmou que vai decretar estado de calamidade pública no estado por conta dos estragos.
Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone
Ver mais de Brasil