Trabalhador

Rendimento do trabalhador cai 2,7% em um ano

29 Jun 2016 - 13h45
O rendimento médio real do trabalhador brasileiro ficou em R$ 1.982 no trimestre encerrado em maio deste ano. O valor (habitualmente recebido pelas pessoas ocupadas) é praticamente estável em relação ao observado no trimestre encerrado em fevereiro (R$ 1.972) e 2,7% inferior ao registrado no trimestre encerrado em maio de 2015 (R$ 2.037), já corrigido pela taxa de inflação.

Os dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (Pnad) foram divulgados hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com fevereiro, o rendimento médio ficou estável nos dez grupos de atividades pesquisadas. Na comparação com maio do ano passado, houve queda em três grupos: agricultura e pecuária (-5,5%), comércio (-3,9%) e outros serviços (-8,2%). Nos demais, houve estabilidade.

A massa de rendimento real – soma dos rendimentos de todos os trabalhadores – foi estimada em R$ 175,6 bilhões no trimestre encerrado em maio deste ano, ficando estável em relação a fevereiro deste ano e recuando 3,3% na comparação com maio de 2015.

 

 

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Política

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil
Economia

Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso

Economia

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

Geral

Grupo Malwee é reconhecido como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil

O Grupo Malwee, uma das maiores empresas de moda do país, foi reconhecido pela segunda vez, como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2019.
Grupo Malwee é reconhecido como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil
Ver mais de Brasil