Lula

PF apura se Odebrecht comprou imóvel para abrigar sede do Instituto Lula

14 Jul 2016 - 12h49
Durante as buscas da Polícia Federal no sítio de Atibaia (SP), investigado como propriedade oculta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março, investigadores da Operação Lava Jato encontraram contratos de compra e plantas de um imóvel localizado em São Paulo, que pode ter sido comprado pela empreiteira Odebrecht, por R$ 12 milhões, para abrigar a sede do Instituto Lula.

Laudo da Polícia Federal, em Curitiba, anexado aos inquéritos que investigam Lula, analisou documentos, entre eles um contrato de opção de compra de imóvel na Rua Dr. Haberbeck Brandão, na Vila Clementino, em São Paulo. Alguns deles estavam em uma pasta rosa, no sítio de Atibaia, endereçado à ex-primeira-dama Marisa Letícia.

As informações sobre o laudo foram reveladas pelo jornal O Globo nesta terça-feira, 12.

 

 

Fonte - O Estadão

Matérias Relacionadas

Economia

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 milhões no sábado

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 milhões no sábado
Saúde

Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais
Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil
Segurança

Lei anticrime entra em vigor hoje

Projeto foi sancionado pelo governo em 24 de dezembro de 2019
Educação

Mais de 990 mil estudantes já se inscreveram no Sisu

O período para inscrições fica aberto até as 23h59 de domingo (26)
Mais de 990 mil estudantes já se inscreveram no Sisu
Ver mais de Brasil