Banner Proauto
Justiça

Justiça nega pedido de habeas corpus ao ex-governador Sérgio Cabral

22 Nov 2016 - 10h35
A Justiça negou o pedido de habeas corpus para  o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Filho. O desembargador Abel Gomes do Tribunal Regional Federal da 2ª região, negou a liberação do pedido de habeas corpus apresentado nesta segunda-feira.

Cabral está no Complexo Penitenciário de Bangu, Zona Oeste da cidade, desde quinta-feira. Ele foi preso preventivamente na Operação Calicute, conduzida pela Polícia Federal, na qual o ex-governador fluminense é um dos réus.

No pedido de liberação o advogado Jorge de Oliveira Beja argumenta que a prisão seria uma condenação antecipada do acusado. Além disso, sustentou a falta de justa causa para a prisão, o que justificaria a concessão do habeas corpus.

Porém o entendimento do desembargador federal Abel Gomes é que o advogado não juntou documentação que sirva para fundamentar o pedido, além de não ter apresentado um relato substancial, para demonstrar a falta de justa causa para a prisão preventiva.

O advogado que fez o pedido não está entre os constituídos pelo réu para defesa na ação penal, mas isso não é um problema juridico já que pode ser um habeas corpus impetrado por qualquer cidadão em favor de outro.

De acordo com a Polícia Federal, o Sérgio Cabral Filho chefiava um esquema de corrupção que cobrou propina de construtoras, lavou dinheiro e fraudou licitações em grandes obras do estado . As informações são da Agência Brasil
GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa: dois casos da variante Ômicron são identificados no Brasil

Instituto Adolfo Lutz vai fazer análise confirmatória
Anvisa: dois casos da variante Ômicron são identificados no Brasil
Política

Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL

O ato de assinatura da ficha de filiação ocorreu na manhã de hoje
Presidente Bolsonaro assina filiação ao PL
Economia

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

Fraudes e irregularidades também podem ser denunciadas
Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente
Economia

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje

Segunda metade deverá ser depositada até 20 de dezembro
Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje
Ver mais de Brasil