Imobiliária Coralli
Futebol

Jackson Follmann passa bem após cirurgia na coluna cervical

14 Dez 2016 - 14h03
O jogador sofreu uma intervenção cirúrgica na coluna cervical, em procedimento que teve duração de uma hora e meia. Segundo boletim divulgado pelo hospital, a cirurgia terminou ‘sem nenhuma intercorrência'.

Ainda de acordo com o boletim, Jackson Follmann ‘está na recuperação pós-anestésica e passa bem. Ele voltará para a Unidade de Terapia Intensiva para a observação pós-cirúrgica'.

Nos próximos dias, o jogador também passará por uma operação na perna esquerda, que apresenta alguns ferimentos. Depois da análise na manhã desta terça dos exames realizados por Follmann, a equipe médica do hospital optou por fazer o procedimento para fixação da segunda vértebra cervical da coluna.

O procedimento foi conduzido pelo neurocirurgião Jorge Roberto Pagura e pelo ortopedista Alexandre Sadao Lutaka, com o acompanhamento de suas equipes e do ortopedista Marcos André Sonagli, médico da Chapecoense.

Jackson Follmann chegou ao Albert Einstein por volta da 1h20 da madrugada desta terça-feira. No Hospital São Vicente, em Medellín, na Colômbia, o jogador havia sido submetido a uma cirurgia de amputação de parte da perna direita.

O lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel estão a caminho de Chapecó. Eles deixaram Medellín em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) nesta terça-feira. Ambos estão com o quadro clínico estabilizado e podem dar sequência à recuperação na cidade catarinense.

 

Já o zagueiro Neto segue internado na Colômbia. A expectativa dos médicos é trazê-lo de volta ao Brasil até o fim desta semana. O atleta respira sem a ajuda de aparelhos e tem apresentado boa evolução clínica nestes últimos dias.

Veja o boletim médico divulgado pelo hospital:

São Paulo, 13 de dezembro de 2016, 19h45

O jogador de futebol Jackson Follmann foi submetido à correção cirúrgica da fratura do processo odontóide (fixação da segunda vértebra cervical) nesta tarde. A cirurgia, que teve duração de 1h30, terminou às 18h sem nenhuma intercorrência.

O procedimento foi conduzido pelo neurocirurgião Jorge Roberto Pagura e pelo ortopedista Alexandre Sadao Iutaka, com o acompanhamento de suas equipes e do ortopedista Marcos André Sonagli, médico da Chapecoense.

A técnica utilizada foi a fixação por via anterior (pela frente) do processo odontóide de correção da luxação das vértebras cervicais 1 e 2.

A cirurgia foi realizada na sala híbrida (sala especialmente equipada para utilização de recursos tecnológicos), com a utilização de tomografia computadorizada intraoperatória, que serviu para a visualização, em tempo real, da colocação de um parafuso fixador. Foi utilizada também monitorização neurofisiológica, que permitiu o conhecimento das condições funcionais da medula durante o procedimento.

Terminada a cirurgia, foram realizados os curativos no membro inferior esquerdo e no coto de amputação (direito), que encontram-se com bom aspecto.

O paciente está nesse momento na recuperação pós-anestésica e passa bem. Voltará para a Unidade de Terapia Intensiva para a observação pós-cirúrgica.

Médicos responsáveis:

Dr. Jorge Roberto Pagura - CRM 24425
Dr. Alexandre Sadao Iutaka - CRM 84415

Diretor Superintendente do Hospital:

Dr. Miguel Cendoroglo Neto


 

Fonte: ESPN, via UOL.

Matérias Relacionadas

Economia

Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS

A nova possibilidade poderá ser usada em 2021
Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS
Economia

Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio

Pesquisa foi feita pela Fundação Getulio Vargas
Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio
Educação

Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior

Em 2018, as matrículas dos calouros representavam 39,8% do total
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
Esportes

Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense

Empate mantém a equipe do Tubarão na liderança do Grupo C, enquanto o Jaraguá sobe para o quinto lugar.
Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense
Ver mais de Brasil