Delivery Much
Brasil

Inadimplência atinge 63 milhões de consumidores em março e bate recorde histórico

Alta foi de 3,2% em relação ao mesmo mês de 2018. Por faixa etária, pessoas acima de 61 anos apresentaram o maior crescimento.

24 Abr 2019 - 13h20Por Serasa Experian
Inadimplência atinge 63 milhões de consumidores em março e bate recorde histórico -

São Paulo, 24 de abril de 2019 – O número de consumidores inadimplentes no Brasil chegou a 63 milhões em março de 2019 e registrou recorde desde 2016, quando teve início a série histórica. Isto significa que 40,3% da população adulta do país está com dívidas atrasadas e negativadas. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior (61,0 milhões), o aumento foi de 3,2%, ou seja, dois milhões a mais de pessoas. Na relação março x fevereiro 2018, a alta foi de 1,2%.

“O aumento do desemprego e o repique da inflação nos primeiros meses do ano resultaram em perdas da renda do consumidor, que impacta diretamente na inadimplência. Também a concentração de compromissos financeiros típicos de início de ano (IPTU, IPVA, material escolar etc.) pressionaram o orçamento da população. O recorde de pessoas com dívidas atrasadas em março mostra um patamar elevado e traz prejuízos ao crescimento da economia. Por isso, cresce a importância de ações que ajudem a mudar este cenário, como o recém aprovado Cadastro Positivo, o qual contribui para a prevenção do descontrole financeiro e para o combate ao superendividamento”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Inadimplência dos idosos apresenta a maior alta
Por faixa etária, a inadimplência é maior nas pessoas de 36 a 40 anos (48,5% delas estão inadimplentes), mas os idosos (consumidores com mais de 61 anos) apresentaram a maior alta (1,9 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior: 38,8% deles estavam inadimplentes e março/19. Já as faixas de 26 a 35 anos e de 31 a 35 anos apresentaram ligeira queda na mesma relação. Veja abaixo a tabela completa:


 
Dívidas atrasadas com telefonia têm o maior crescimento
Mesmo com a maior representatividade de bancos e cartões (28,1% dos registros de inadimplência são provenientes deste segmento), as dívidas não pagas e negativadas no segmento de telefonia tiveram o maior crescimento (1,6 p.p.) em março de 2019, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, representando agora 13,2% do total. Veja abaixo a tabela completa:


 
Quase 62% da população adulta de Roraima está inadimplente
No ranking por estados, em março de 2019, quase 62% da população adulta de Roraima estava com dívidas atrasadas e negativadas, percentual acima da média nacional (40,3%). Já Santa Catarina ocupa o último lugar da lista, com 33,7% da população acima de 18 anos inadimplente. Veja abaixo a tabela completa: 


 
Cadastro Positivo é antídoto contra o superendividamento
Baseado em uma metodologia mais abrangente e inclusiva para concessão de crédito, o Cadastro Positivo considera a análise de todo o histórico de endividamento e de que modo empresas e consumidores efetuam o pagamento de dívidas contratadas com bancos e estabelecimentos de comércio e de serviços (luz, água, telefone, gás). Também são avaliados compromissos financeiros a vencer.

O objetivo desse processo é valorizar aspectos positivos, como o hábito do consumidor de pagar em dia suas contas, e não se concentrar somente nas dívidas atrasadas. Essa visão inclui CPFs e CNPJs no sistema financeiro e contribui para a prevenção e o combate ao superendividamento, ao sinalizar de modo claro se há espaço no orçamento para contrair mais dívidas.

O Brasil é uma das poucas grandes economias globais que não considerava o Cadastro Positivo. Nos países nos quais os dados positivos passaram a constar nos modelos estatísticos, entre os principais diferenciais, se verificou a maior inclusão das pessoas no crédito de forma responsável e sustentável.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Saúde

STJ dá 48h para autoridades do Amazonas se explicarem sobre oxigênio

Vice-presidente ordenou que os esclarecimentos sejam "detalhados"
STJ dá 48h para autoridades do Amazonas se explicarem sobre oxigênio
Geral

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União
INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
Saúde

Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina

Fundação aguarda confirmação de envio de ingrediente
Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina
Ver mais de Brasil