Banner Proauto
Previdência

Gasto com previdência de estados e municípios deve subir

06 Dez 2016 - 10h20

As despesas com a folha de pagamento e aposentadorias dos estados e municípios devem continuar crescendo em 2017, após chegarem à marca de praticamente metade de todos os gastos dos governos, segundo avaliação de Paco Debonnaire, analista da Moody’s. A agência de risco divulgou nesta segunda-feira (5) um relatório apontando que a perspectiva para os governos estaduais e municipais brasileiros em 2017 é negativa.




“Nossa expectativa é de que o crescimento contínuo das despesas com pessoal prosseguirá ao longo de 2017”, disse o analista em nota. A Moody’s aponta que a previsão de receitas fracas também segue comprometendo as contas de estados e municípios. A agência aponta que as propostas para conter os gastos públicos devem continuar “enfrentando resistência”.



A agência avalia ainda que as renegociações da dívida dos estados com o Governo Federal são “insuficientes para mitigar completamente os déficits no financiamento de caixa”.


G1

GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados

A análise da portaria foi iniciada ontem em plenário virtual
STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados
Saúde

Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron

Mulher voltou de viagem à África do Sul na semana passada
Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron
Geral

WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo

Fabricação do ônibus Attivi reforça a capacidade da indústria nacional em transformar o Brasil em um player global de veículos de transporte urbano elétricos
WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo
Segurança

Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'

Menina de 13 anos que escreveu o pedido de ajuda está em um abrigo sob responsabilidade do Conselho Tutelar, junto com os três irmãos.
Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'
Ver mais de Brasil