Lava-jato

Força-tarefa e União cobram na Justiça R$ 26 bilhões de acusados da Lava Jato

06 Fev 2017 - 12h00
Força-tarefa e União cobram na Justiça R$ 26 bilhões de acusados da Lava Jato -
Ações de improbidade administrativa do MPF (Ministério Público Federal) e da AGU (Advocacia-Geral da União) que tramitam na Justiça Federal no Paraná pedem que acusados de participar do esquema de corrupção descoberto pela Operação Lava Jato devolvam cerca de R$ 26 bilhões aos cofres públicos.

UOL levantou 12 ações cíveis relacionadas à Lava Jato: oito de autoria da força-tarefa do MPF no Paraná, três da AGU e uma do Ministério Público do Rio de Janeiro. São alvo desses processos ex-diretores da Petrobras, operadores, empreiteiras e políticos, como o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

As ações de improbidade equivalem na área cível às ações penais da Lava Jato, já que pela legislação brasileira empresas são isentas de responsabilidade criminal. "Elas são uma importante frente de atuação da Lava Jato", declarou ao UOL, em conversa realizada em janeiro, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná. Somente nas ações de autoria da força-tarefa são cobradas 38 pessoas e 12 empresas.

 

Uol Noticias

Matérias Relacionadas

Futebol

Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio

Dupla aguarda definição dos adversários nesta quinta
Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio
Geral

Malwee é a primeira marca de moda brasileira a lançar linha de máscaras e t-shirts antivirais

As máscaras seguem o padrão de tripla proteção recomendado pela OMS, com 3 camadas de tecido 100% algodão, sendo as duas primeiras com repelência à água e a última camada antiviral
Malwee é a primeira marca de moda brasileira a lançar linha de máscaras e t-shirts antivirais
Geral

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59
Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial
Geral

Registro digital de veículo está disponível em todo o país

Pará foi o último estado a começar a usar o documento eletrônico
Registro digital de veículo está disponível em todo o país
Ver mais de Brasil