GNet
Lava-jato

Defesa de Lula recorre a conselho contra atuação de procuradores da Lava Jato

11 Ago 2016 - 11h44
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou ontem (10) uma reclamação no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra quatro procuradores que atuam na força-tarefa da Operação Lava Jato. Na ação, os advogados pedem a responsabilização dos procuradores por terem emitido “juízo de valor” sobre a investigação contra Lula.

Segundo a defesa do ex-presidente, os procuradores da República Júlio Carlos Motta Noronha, Roberson Pozzobon, Jerusa Burmann Viecili e Athayde Ribeiro Costa anteciparam  juízo condenatório de Lula no parecer em que afirmaram que ele tinha ciência do esquema criminoso e que participou ativamente dos fatos investigados pela Operação Lava Jato.

O parecer dos procuradores foi feito na ação na qual a defesa do ex-presidente pede que o juiz federal Sérgio Moro se declare impedido para julgar as ações contra Lula na Justiça Federal em Curitiba. As informações são da Agência Brasil.
GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Família do Mato Grosso do Sul procura por homem desaparecido em Jaraguá

Segundo a sobrinha, o homem possui problemas de memória o que dificulta ser encontrado.
Família do Mato Grosso do Sul procura por homem desaparecido em Jaraguá
Economia

Rede Cooper é a cooperativa de alimentos mais lembrada pelos catarinenses

Resultado faz parte do prêmio Top Of Mind 2021
Rede Cooper é a cooperativa de alimentos mais lembrada pelos catarinenses
Geral

WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon

Mais sustentável, mais resistente à corrosão e com melhor performance de brilho e cor, a linha New Tech chega ao mercado isenta de solventes, a base d'água e de nanopartículas.
WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon
Política

Ministro Tarcisio diz que obras em SC têm recursos suficientes

Ministro se pronunciou sobre o corte de quase R$ 40 milhões destinados para obras nas rodovias federais catarinenses
Ministro Tarcisio diz que obras em SC têm recursos suficientes
Ver mais de Brasil