Banner Proauto
Aumento

Conta de luz deve subir entre 10% e 12,5% em 2017

07 Nov 2016 - 10h52
O próximo ano será de mais desafios para o setor elétrico e para o bolso dos brasileiros. A previsão de especialistas é de um aumento entre 10% e 12,5% nas faturas em 2017. Os motivos de mais um tarifaço na conta de luz passam pelo pagamento de indenizações de R$ 65 bilhões às transmissoras de eletricidade. Postergado desde 2013, por mudanças regulatórias na formação do preço da energia e pelas condições desfavoráveis na geração, o pagamento vai provocar cobrança extra já em novembro.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) colocou o assunto em audiência pública, que deve ter uma definição em poucos dias. Ao impacto de 5% deve ser somada a inflação estimada para o período, de 7,5%, portanto, os reajustes das distribuidoras, no ano que vem, podem ficar entre 10% e 12,5%, o que deve acrescentar 0,44 ponto percentual na inflação medida pelo IPCA. Como ainda estão em debate, os cálculos dos especialistas são estimados.

 

Agência Brasil
GNet

Matérias Relacionadas

Política

STF valida decisão que suspende despejos até março de 2022

Objetivo é proteger saúde de populações vulneráveis durante pandemia
STF valida decisão que suspende despejos até março de 2022
Saúde

Pfizer diz que proteção contra Ômicron necessita de três doses

Anúncio foi feito pelas farmacêuticas responsáveis pelo imunizante
Pfizer diz que proteção contra Ômicron necessita de três doses
Saúde

Ômicron chega a 57 países e hospitalizações devem subir

Alerta é da Organização Mundial da Saúde
Ômicron chega a 57 países e hospitalizações devem subir
Economia

Copom aumenta taxa básica de juros para 9,25% ao ano

Esta é a sétima alta consecutiva
Copom aumenta taxa básica de juros para 9,25% ao ano
Ver mais de Brasil