Caraguá
FGTS

Congresso promulga lei que libera uso do saldo do FGTS para consignado

15 Jul 2016 - 11h30
O Congresso Nacional promulgou a lei que permite que o trabalhador do setor privado ofereça até 10% do saldo de seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia em um empréstimo consignado – com desconto na folha de pagamento. A lei é originada de uma medida provisória editada ainda no governo da presidente afastada Dilma Rousseff. A promulgação foi publicada nesta sexta-feira (15) no "Diário Oficial da União".

A lei, que já tinha passado pela Câmara, foi aprovada nesta semana no Senado. Como foi editada pelo Executivo, não precisa ser sancionada pelo presidente em exercício Michel Temer.

Pelo texto, o empregado também poderá dar como garantia nas operações até 100% do valor da multa paga pelo empregador, em caso de demissão sem justa causa.

A finalidade da medida é facilitar o acesso ao crédito consignado pelo trabalhador privado.

Essa modalidade de empréstimo, com desconto na folha de pagamento, é mais facilmente concedida, e a juros mais módicos, a funcionários públicos, por terem estabilidade no emprego.

Na ocasião em que foi editada a MP, em março, o Ministério da Fazenda estimou a possibilidade de a MP viabilizar reduções nas taxas de juros cobradas de trabalhadores privados na tomada dos financiamentos.

 

 

 

Fonte - G1 Economia

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa recomenda quarentena ao presidente e comitiva brasileira

Ministro Queiroga testou positivo para covid-19 em viagem a Nova York
Economia

Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano

Bolsa subiu 1,84%, fechando em alta pelo segundo dia seguido
Economia

Copom eleva juros básicos da economia para 6,25% ao ano

Decisão era esperada pelo mercado financeiro
Copom eleva juros básicos da economia para 6,25% ao ano
Geral

Confira como será a primavera de Santa Catarina

Estação das flores inicia hoje
Confira como será a primavera de Santa Catarina
Ver mais de Brasil