Covid - 19
Queda

Alimentação contribuiu para desaceleração do IPC-S,

03 Out 2016 - 13h39
O grupo Alimentação, que caiu de uma inflação de 0,11% para uma deflação de 0,14% entre a terceira e a quarta quadrissemanas de setembro, foi o que mais contribuiu para a desaceleração do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) divulgado nesta segunda-feira (3) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador geral recuou 0,11 ponto porcentual, de 0,18% para 0,07% entre os dois períodos. Na quarta quadrissemana de agosto, o IPC-S havia ficado em 0,32%. Entre os alimentos, a FGV mencionou o comportamento do item frutas, cuja taxa passou de 4,44% para 0,24%.

Nas outras quatro classes de despesas que registraram decréscimo em suas taxas de variação entre a terceira e a quarta quadrissemana, a FGV também citou o comportamento dos itens salas de espetáculo (0,79% para -2,77%), em Educação, Leitura e Recreação; tarifa de ônibus urbano (0,33% para -0,04%), em Transportes; cigarros (-0,77% para -1,04%), em Despesas Diversas, e perfume (-0,30% para -1,03%), em Saúde e Cuidados Pessoais.

Observados isoladamente, os itens com as maiores influências de queda foram leite tipo longa vida (-7,02% para -9,28%), batata-inglesa (que repetiu a taxa de deflação de -22,50%), gasolina (-1,03% para -1,23%), show musical (1,10% para -4,59%), banana-prata (-6,01% para -7,81%).

Já os cinco itens com as maiores influências de alta foram plano e seguro de saúde (que repetiu a taxa de inflação de 1,05%), refeições em bares e restaurantes (apesar de a variação ter caído de 0,46% para 0,39%), gás de bujão (1,63% para 3,01%), banana-nanica (d'água) (a despeito de a variação ter recuado de 28,69% para 19,44%), passagem aérea (apesar de a inflação ter caído de 9,61% para 9,19%).

 

As informações são da

Agência Estado

Matérias Relacionadas

Economia

Ministério mantém projeção de queda do PIB em 4,7% neste ano

Para 2021, projeção é de crescimento de 3,2% do PIB
Ministério mantém projeção de queda do PIB em 4,7% neste ano
Saúde

Uso de máscaras pode controlar covid-19 em até 8 semanas, diz CDC

Alerta é do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA
Uso de máscaras pode controlar covid-19 em até 8 semanas, diz CDC
Política

Para evitar contágio, TSE excluirá biometria nas eleições municipais

Decisão foi tomada após reunião de técnicos do tribunal com médicos
Para evitar contágio, TSE excluirá biometria nas eleições municipais
Futebol

Fla-Flu encerra Carioca marcado por polêmicas

Dupla se estranhou por reinício do Estadual e direitos de transmissão
Fla-Flu encerra Carioca marcado por polêmicas
Ver mais de Brasil