VARIEDADES

São Paulo e Rio batem recorde de calor nesta terça-feira

18 Dez 2018 - 18h08Por Júlia Marques

As cidades de São Paulo e Rio bateram nesta terça-feira, 18, o recorde de calor para o ano de 2018, segundo medições do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Às 16 horas, em São Paulo, foi registrada a temperatura de 34,4°C no Mirante de Santana, na zona norte. O maior valor para o ano havia sido registrado no dia anterior, quando a máxima na capital foi de 34ºC.

Esta terça-feira, 18, é o nono dia consecutivo em que a temperatura máxima na capital paulista fica igual ou acima de 30°C na medição do Mirante de Santana.

No Rio, os termômetros chegaram a marcar 40,6ºC na estação meteorológica de Santa Cruz, na zona oeste. O recorde anterior era de 39,6°C, no dia 13 de dezembro. A sensação térmica no Rio nesta terça chegou aos 43°C às 14 horas, com temperatura do ar de 38°C.

Essa é a primeira vez neste ano que a temperatura na capital fluminense chega à casa dos 40ºC. A última vez que isso ocorreu foi em 16 de novembro de 2017, quando foram registrados 40,5°C.

Previsão

Segundo a Climatempo, a previsão é de mais calor em São Paulo durante a semana - com temperaturas acima dos 30º. Já na sexta-feira, 21, a chegada de uma frente fria ao Estado deve causar temporais.

O calor também deve continuar no Rio. Há previsão de pancadas de chuva a partir de sexta-feira. No sábado, 22, a possibilidade de chover é baixa na cidade e as temperaturas podem voltar a bater ou ultrapassar a marca de 40ºC.

Matérias Relacionadas

Economia

Em abril, indústria de SC gerou 4,6 mil novas vagas de emprego

Saúde

Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos

Serão atendidos os idosos pré-cadastrados do número 3511 até o 3751
Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos
Saúde

Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 

Ao todo, já são 272 óbitos pela doença no município.
Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 
Geral

32ª edição Schützenfest é adiada para 2022

De acordo com o presidente da CCO, Alcides Pavanello, a decisão se deve às incertezas quanto aos prazos de imunização contra a covid-19 de toda a população
32ª edição Schützenfest é adiada para 2022
Ver mais de Variedades