terça, 18 de junho de 2019 - 08h28
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Variedades

Netflix aumenta os preços das assinaturas no Brasil

Os novos valores já estão em vigor no Brasil.

17 Mar 2019 - 08h00Por André Fogaça - Tecnoblog
Netflix aumenta os preços das assinaturas no Brasil - Crédito: Tecnoblog Crédito: Tecnoblog

Desde o dia 14 deste mês, a Netflix está alterando os preços de todos os planos de assinatura que estão disponíveis para os brasileiros. A inflação vai de pouco mais de 10% até 21% para o plano que permite consumir conteúdo em 4K e com quatro telas ao mesmo tempo.

O aumento máximo chama atenção, mas é menor do que o último reajuste feito pela empresa por aqui – que aconteceu em 2017. Na época, o plano com 4K subiu 27% e ficou até agora custando R$ 37,90. Antes desta data a empresa só havia alterado os valores em 2015 e em 2013, dando um tempo de dois anos entre cada alteração – sempre mais caro, infelizmente.

Os novos valores que já estão em vigor no Brasil são:

- Apenas uma tela, sem HD: R$ 21,90 (antes era R$ 19,90);
- Duas telas ao mesmo tempo e com HD: R$ 32,90 (antes era R$ 27,90);
- Quatro telas ao mesmo tempo e com 4K: R$ 45,90 (antes era R$ 37,90).

“Mudamos nossos preços de tempos em tempos para continuar investindo no melhor do entretenimento, além de melhorar a experiência da Netflix para nossos membros no Brasil”, diz a Netflix em comunicado enviado ao Tecnoblog.

Nada muda com o acesso e possibilidades de cada plano. No mais simples, sem alta definição, é possível assistir em apenas uma tela e baixar o conteúdo em um dispositivo. No segundo plano a alta definição está presente (é possível assistir o conteúdo em até 1080p), são duas telas ao mesmo tempo e o usuário pode baixar séries, filmes e todo o conteúdo em dois dispositivos.

No valor mais elevado o conteúdo pode ser exibido em 4K, quatro pessoas podem assistir ao mesmo tempo com a mesma conta e o material pode ser baixado e armazenado em até quatro gadgets – que inclui smartphones, tablets ou o app do Netflix para computador.

Fonte: Tecnoblog