Caraguá
Caraguá
VARIEDADES

Mercado mundial de streaming já é dominado pelos gigantes

26 Mar 2019 - 06h57Por Mariane Morisawa, especial para o Estado

A Apple mergulha no streaming e na produção de séries de televisão num momento em que as companhias já estabelecidas investem pesado, e o mercado cresce. Segundo levantamento da FX Research, desde 2014, o número de séries roteirizadas nos serviços de streaming cresceu 385%. Em 2018, eram 160 séries no ar, o que representa 32% do total produzido - os canais abertos ficaram com 30% da produção.

A maior plataforma de streaming é a Netflix, que alcança 139 milhões de assinantes em 190 países. A empresa investiu US$ 12 bilhões em conteúdo no ano passado, 35% a mais do que em 2017, com lançamento esperado de 250 produtos originais nos próximos anos. Entre eles estarão as criações de Shonda Rhimes (de Scandal e Greys Anatomy), que tem um contrato de US$ 150 milhões em 5 anos, Ryan Murphy (American Horror Story, Pose), com um pacto de US$ 300 milhões também por 5 anos, e Kenya Barris (Black-ish), que fechou um acordo de US$ 100 milhões em 3 anos, além de Barack e Michelle Obama e Jenji Kohan (Orange is the New Black).

O novo filme de Martin Scorsese, O Irlandês, foi produzido pela Netflix, assim como Six Underground, superprodução de Michael Bay. O serviço também é forte nas produções locais. Cinco séries brasileiras têm estreia prevista para 2019, incluindo Ninguém tá Olhando, de Daniel Rezende, e Irmandade, de Pedro Morelli.

A Amazon não divulga número de assinantes, mas pesquisa da Consumer Intelligence Research Partners (CIRP) estima o número em 100 milhões só nos Estados Unidos - onde o serviço inclui também descontos na entrega de produtos físicos, por exemplo. A plataforma de vídeo online está disponível em mais de 200 países, e a empresa está investindo bastante em conteúdo produzido fora dos Estados Unidos, anunciando séries no Reino Unido, na Alemanha, na Itália, na Espanha, na Índia, no Japão e no México. Também foram anunciadas uma série de espionagem dos irmãos Russo (Vingadores: Ultimato), com episódios rodados em diversos países e línguas diferentes, e uma outra baseada no universo de O Senhor dos Anéis. A empresa teria adquirido os direitos sobre a obra de J.R.R. Tolkien por US$ 250 milhões, segundo o site Deadline.

No Brasil, a Globoplay também busca uma fatia do mercado, com produções nacionais originais e exibição de sucessos internacionais como The Handmaids Tale. HBO e FOX também têm serviços de streaming para seu conteúdo da televisão por assinatura. E mais novidade pode vir por aí, já que o CEO da Disney, Bob Iger, anunciou planos de expandir a presença internacional do Hulu.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Campanha de arrecadação de brinquedos segue até o dia 18 em Guaramirim

Confira os pontos de coleta e faça o Natal de crianças carentes do município mais feliz
Campanha de arrecadação de brinquedos segue até o dia 18 em Guaramirim
Geral

Musical 'A Fantástica Fábrica do Papai Noel' chega a Jaraguá do Sul

O espetáculo acontece no Grande Teatro da Scar no dia 10 de dezembro às 19h00.
Musical 'A Fantástica Fábrica do Papai Noel' chega a Jaraguá do Sul
Variedades

Grife inspiração: 15 músicas que mencionam marcas de roupas

Com que roupa eu vou pro samba que você me convidou? Não precisa observar muito para perceber que a moda e a música estão sempre ligadas e vamos te provar.
Geral

Morador de Guaramirim, Gustavo Bardin, passa de fase no The Voice Kids

Agora, Gustavo Bardim vai encarar uma nova apresentação no dia 19, de olho na grande final.
Morador de Guaramirim, Gustavo Bardin, passa de fase no The Voice Kids
Ver mais de Variedades