VARIEDADES

Masp espera 250 mil visitas até o fim da exposição de Tarsila do Amaral

16 Abr 2019 - 15h24

Inaugurada no dia 5 de abril, a exposição 'Tarsila Popular', com curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva, espera receber 250 mil visitas até seu último dia, 28 de julho. No catálogo, estão 92 obras da expoente da primeira fase do modernismo brasileiro, entre pinturas e desenhos. A mostra integra o ciclo "Histórias das mulheres, histórias feministas", eixo temático que guia a programação da instituição em 2019.

Obras icônicas como Abaporu (1928), Antropofagia (1929) e Operários (1955) fazem parte da mostra, que conta ainda com obras como A Negra (1923) e Autorretrato com Vestido Laranja (1921). Os setores da exposição trazem retratos de nus, viagens, manifestações religiosas e pinturas populares, que representam o povo brasileiro sem uma visão otimista sobre o País.

ara contextualizar a obra, uma série de historiadores e pensadores contemporâneos foram convidados pelo museu para analisar as pinturas de Tarsila. Juntos, produziram cerca de 40 textos que integram o catálogo da exposição e estão à mostra nas paredes do museu.

Antes de voltar ao Brasil, a obra de Tarsila percorreu museus importantes em Chicago e Nova York. Muitos dos quadros expostos, como Abaporu e Pescador (1925), estão no País apenas de passagem.

Desde a abertura da exposição, 26 mil pessoas visitaram o museu. Dessas, 28% entraram gratuitamente -- o benefício é concedido a menores de 11 anos, membros do programa 'Amigo Masp', todos os dias, e para toda a população, às terças-feiras. Simultaneamente, o Masp promove a exposição Lina Bo Bardi: Habitat, sobre a arquiteta ítalo-brasileira que projetou, entre outros, o edifício que abriga o MASP.

TARSILA POPULAR E LINA BO BARDI: HABITAT

Masp. Av. Paulista, 1.578. tel. 3149-5959. 4ª a dom., 10 às 18h. R$ 40. 3ª, 10 às 20h. Ingressos R$ 40 (entrada); R$ 20 (meia-entrada). Gratuito às terças-feiras. Até 28/7

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Fujama se reinventa para celebrar Mês do Meio Ambiente

Lives, vídeos e até cartilha. Em tempos de pandemia, biólogos usam a tecnologia para divulgar a necessidade de se preservar a natureza
Fujama se reinventa para celebrar Mês do Meio Ambiente
Santa Catarina

Em um ano, Santa Catarina resgata 1,4 mil animas vítimas de tráfico

Destes, 1.008 foram destinados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Florianópolis
Em um ano, Santa Catarina resgata 1,4 mil animas vítimas de tráfico
Variedades

Festival de Cinema se reinventa em meio à pandemia

A organização conta com um número recorde de inscrições (377), quase 100 a mais que no ano passado, quando houve 280
Festival de Cinema se reinventa em meio à pandemia
Jaraguá do Sul

Fujama prepara cartilha sobre as espécies nativas da região

Material será ilustrado com fotos de exemplares dos animais silvestres que habitam no Vale do Itapocu
Fujama prepara cartilha sobre as espécies nativas da região
Ver mais de Variedades