dengue
VARIEDADES

Flink Sampa e o espaço aberto para o diálogo

19 Nov 2018 - 06h30Por Maria Fernanda Rodrigues

Quando o Brasil foi homenageado na Feira de Frankfurt, em 2013, Paulo Lins era o único autor negro na comitiva oficial. À época, a então ministra Marta Suplicy justificou dizendo que não havia muitos autores negros no Brasil. A história é relembrada agora pelo escritor e crítico Tom Farias para explicar o contexto da criação da Flink Sampa, um festival literário que surge como resposta à fala da ministra e também para dar voz a uma vasta e rica produção.

Com a presença de autores afrodescendentes e de escritores africanos, a Flink Sampa - Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra abre nesta segunda, 19, sua 6.ª edição. Este ano, ela será realizada na Faculdade Zumbi dos Palmares até quarta, 21, e contará com atrações para todas as idades - de debates literários e contação de histórias a shows, exibição de filmes e venda de livros.

A escritora Conceição Evaristo é a homenageada desta edição do evento e Farias, que volta à curadoria depois de dois anos longe da função, conta que procurou reunir, na programação, autores que trazem em seus trabalhos um pouco da temática que perpassa a obra ou a forma de expressão de Conceição: a militância, a luta pela promoção da diversidade e contra o racismo e a questão do gênero.

Na Flink, além de ser homenageada hoje, às 11h, com uma mesa que vai reunir Jurema Oliveira (Brasil), Teresa Cárdenas (Cuba) e Vera Duarte Pina (Cabo Verde), a escritora mineira radicada no Rio participa, ainda, na terça, às 14h, de um debate sobre a atualidade de Carolina Maria de Jesus, escritora descoberta por Audálio Dantas na favela do Canindé e autora de Quarto de Despejo - ela ganhou recentemente uma biografia feita por Tom Farias e publicada pela Male.

Conceição também aproveita para lançar seu novo romance, Canção Para Ninar Menino Grande, obra que inaugura o catálogo da editora Unipalmares.

"O Brasil precisa de diálogo, precisa se escutar. A literatura tem um papel fundamental nessa questão da escuta e a Flink, por meio da literatura, se propõe a isso ao lado de autores jovens, como Geovani Martins, e maduros, como Martinho da Vila. Esse balaio de ideias - de quem está chegando e de quem já está na arena de batalha - é o marco, o caminho e a missão da Flink", diz o curador.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Geral

Gabriel O Pensador faz show com entrada gratuita em Jaraguá do Sul

Evento acontece neste mês
Gabriel O Pensador faz show com entrada gratuita em Jaraguá do Sul
Variedades

Socorro, meu cabelo está caindo!

Artigo da médica Josiane Olivia Lunelli
Socorro, meu cabelo está caindo!
Economia

Indústria de transformação de SC é a 3ª que mais emprega no país

Construção, alimentos e bebidas e produtos químicos e plásticos foram os setores que mais geraram empregos no estado até novembro
Indústria de transformação de SC é a 3ª que mais emprega no país
Esportes

Confira o programa Arena dos Sports desta semana

O Arena dos Sports, da Rádio Jaraguá, é um programa voltado para todas as atividades esportivas, contando com informações e entrevistas com destaques de várias modalidades
Confira o programa Arena dos Sports desta semana
Ver mais de Variedades