transito
VARIEDADES

Designer mineiro de 'Animais Fantásticos' torce por filme no Brasil

15 Nov 2018 - 13h10Por Pedro Rocha, especial para a AE

O segundo filme da franquia Animais Fantásticos, Os Crimes de Grindelwald, estreou no Brasil nesta quinta-feira, 15, mas a expectativa dos fãs no País já está nos próximos volumes da série, que se passa no mundo mágico de Harry Potter. Recentemente, em suas redes sociais, a autora J.K. Rowling, que assina o roteiro dos filmes da franquia, deu a entender que algum dos filmes seguintes deve ser passar no Rio de Janeiro. Depois de um longa ambientado em Nova York, o novo é ambientado em Paris.

O que talvez nem todos os fãs saibam é que, desde o primeiro filme da saga Harry Potter, em 2001, já há um pouco de Brasil na série. O mineiro Eduardo Lima assina o design dos longas da série desde o início, com a sua companhia MinaLima, estabelecida em Londres. O trabalho continua com Animais Fantásticos e ele agora está na torcida por um filme ambientado no País. "Ainda não está oficialmente confirmado, mas já falei para a minha sócia, a Miraphora Mina, que se tiver cenas no Brasil, eu que vou fazer tudo", brinca o designer em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, por telefone.

A empresa de Lima é responsável por criar os detalhes dos filmes, como o jornal O Profeta Diário e o Mapa do Maroto. Além disso, a MinaLima assina também as capas dos livros com os roteiros dos filmes Animais Fantásticos, que no Brasil são publicados pela editora Rocco. Por isso, a editora vai trazer o designer para participar da Comic Con Experience, em São Paulo, dias após o lançamento do livro Os Crimes de Grindelwald, previsto para chegar às lojas em 1º de dezembro.

Como o roteiro do novo filme se passa na Paris dos anos 1930, Lima diz ter feito uma mistura de referências de Art Nouveau e Déco para a capa do livro. "Na França, a Art Nouveau ainda estava muito forte. Colocamos detalhes para causar surpresas, as pessoas precisam parar para ver os desenhos", afirma.

Sobre o trabalho no longa-metragem, dirigido por David Yates, o designer diz sentir uma forte diferença da saga original. "Nos filmes de Harry Potter, nós tínhamos os livros como apoio, agora é direto da cabeça da Jo (a autora J. K. Rowling) para o filme. No roteiro, não tem tantas informações dos objetos", explica o mineiro, que relata que, no entanto, mantém um canal direto com a escritora britânica, para tirar dúvidas. "Fazemos duas listas, uma com objetos que os atores precisam ter em mãos e outra com gráficos, pôsteres, placas de carro, coisas assim."

O designer admite que, desde os filmes Harry Potter, faz algumas brincadeiras, como colocar o nome da sua cidade natal, Caxambu, no fictício jornal O Profeta Diário. "Quando precisamos fazer um jornal, só recebemos a manchete principal, o resto precisamos preencher", esclarece Lima.

Matérias Relacionadas

Geral

Gabriel O Pensador faz show com entrada gratuita em Jaraguá do Sul

Evento acontece neste mês
Gabriel O Pensador faz show com entrada gratuita em Jaraguá do Sul
Variedades

Socorro, meu cabelo está caindo!

Artigo da médica Josiane Olivia Lunelli
Socorro, meu cabelo está caindo!
Economia

Indústria de transformação de SC é a 3ª que mais emprega no país

Construção, alimentos e bebidas e produtos químicos e plásticos foram os setores que mais geraram empregos no estado até novembro
Indústria de transformação de SC é a 3ª que mais emprega no país
Esportes

Confira o programa Arena dos Sports desta semana

O Arena dos Sports, da Rádio Jaraguá, é um programa voltado para todas as atividades esportivas, contando com informações e entrevistas com destaques de várias modalidades
Confira o programa Arena dos Sports desta semana
Ver mais de Variedades