VARIEDADES

'Cidades Invisíveis' vai levar o melhor do Brasil ao mundo

16 Dez 2018 - 07h56Por Guilherme Sobota

"Antes de escolher uma produção estrangeira, escolho um personagem que vai me desafiar. Meu objetivo não é construir uma carreira internacional, até porque acredito que temos muito a fazer no Brasil em termos de cultura", diz Marco Pigossi.

O projeto "Cidades Invisíveis", produção original da Netflix criada por Carlos Saldanha, diretor brasileiro duas vezes indicado ao Oscar, e do qual Pigossi será o protagonista, tem a ver com isso.

"O Saldanha não é um cara que vai para fora porque lá é melhor, mas ele pega o nosso melhor e transporta para lá", diz.

"Cidades Invisíveis" vai contar a história de um detetive que se vê envolvido numa investigação de assassinato que terá elementos do folclore brasileiro. A série está em fase de pré-produção, e ainda não há data de estreia.

Para Pigossi, o mundo do streaming está de fato revolucionando o mercado audiovisual. "O streaming também é interessante por não ter o mesmo público para tudo. São públicos, interesses muito diversos. Isso cria possibilidades de fazer coisas muito únicas, criar coisas novas, sair da zona de conforto", diz o ator.

Pigossi também contou que está desenvolvendo um longa: ele assina o roteiro junto com o escritor Rodrigo Nogueira, e preferiu não adiantar os temas, mas acredita que o projeto renderá vários debates.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Economia

Em abril, indústria de SC gerou 4,6 mil novas vagas de emprego

Saúde

Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos

Serão atendidos os idosos pré-cadastrados do número 3511 até o 3751
Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos
Saúde

Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 

Ao todo, já são 272 óbitos pela doença no município.
Em dois dias, Jaraguá registra nove mortes por covid-19 
Geral

32ª edição Schützenfest é adiada para 2022

De acordo com o presidente da CCO, Alcides Pavanello, a decisão se deve às incertezas quanto aos prazos de imunização contra a covid-19 de toda a população
32ª edição Schützenfest é adiada para 2022
Ver mais de Variedades