Campeonato Catarinense 2020
Variedades

Câmeras flagram onça-pintada em extinção na Mata Atlântica

A ação foi possível graças a armadilhas fotográficas registradas em agosto, resultado de projetos desenvolvidos na região desde 2009

12 Out 2019 - 06h00Por Da Redação
Câmeras flagram onça-pintada em extinção na Mata Atlântica - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

Uma cena rara de se ver foi registrada em território paranaense da Grande Reserva Mata Atlântica: uma onça-pintada, animal em extinção.

Graças ao trabalho de vários pesquisadores, a onça-pintada (Panthera onca) foi flagrada numa área que abrange dois milhões de hectares bem conservados do bioma nos Estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

Ela é o maior felino do continente americano e atualmente é classificada como “vulnerável” pelo Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção de 2018, elaborado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A ação foi possível graças a armadilhas fotográficas registradas em agosto, resultado de  projetos desenvolvidos na região desde 2009.

A equipe do projeto é coordenada pelo pesquisador do Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC) e pós-doutorando do Programa de Ecologia e Conservação da UFPR, Roberto Fusco Costa, em parceria com a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS).

Outros registros

Em julho de 2018 foi reportado o primeiro registro em imagem da ocorrência de onças-pintadas na Serra do Mar paranaense.

Um macho e uma fêmea apareceram juntos na mesma imagem.

A estimativa é de que existam apenas 250 indivíduos da espécie em todo o bioma Mata Atlântica.

Além da onça-pintada, outros animais foram registrados na região, como a jaguatirica (Leopardus pardalis), o puma (Puma concolor), o cachorro-vinagre (Speothos venaticus), a anta (Tapirus terrestres) e a queixada (Tayassu pecari).

“A onça-pintada é um animal que está no topo da cadeia alimentar. A presença do animal indica o bom estado de conservação do local favorecendo a sobrevivência desta e de outras espécies, como mostram os outros registros”, explica Fusco.

Esses projetos integram o Programa de Monitoramento de Grandes Mamíferos na Grande Reserva Mata Atlântica que representa uma iniciativa do IPeC e do Instituto Manacá para promover um monitoramento integrado e em larga escala de espécies ameaçadas.

A pesquisa traz informações que irão auxiliar no planejamento de conservação e na avaliação das ações de proteção e manejo das áreas protegidas, em nível local e territorial.

A manutenção de áreas em bom estado de conservação também traz benefícios socioeconômicos para a região, já que permite que esses animais sejam vistos e admirados, fomentando o turismo de natureza, a pesquisa científica e ações de educação para conservação.

“Com responsabilidade e educação, o turismo de natureza pode gerar empregos, movimentando a economia nas comunidades locais, valorizando o patrimônio cultural e histórico da região”, ressalta o responsável pelas reservas da SPVS no litoral paranaense, Reginaldo Ferreira.

O programa tem apoio da WWF-Brasil e patrocínio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

Fonte: SóNotíciaBoa


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Femusc

Femusc conta com ingressos gratuitos para todos os concertos

A programação do Femusc segue até o dia 1 de fevereiro. Com alunos de 21 países e mais de 150 apresentações, o Festival de Música de Santa Catarina comemora, em 2020, 15 anos de existência
Femusc conta com ingressos gratuitos para todos os concertos
Variedades

Espaços públicos oferecem imersão cultural, histórica e literária

Recentemente reformado, o Museu Histórico Emílio da Silva segue aberto para visitação de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13 às 16h30. Aos sábados, das 9 às 12 horas
Espaços públicos oferecem imersão cultural, histórica e literária
Femusc

Femusc tem apresentações diárias para todos os gostos

Com alunos de 21 países e mais de 150 apresentações, o Festival de Música de Santa Catarina comemora, em 2020, 15 anos de existência
Femusc tem apresentações diárias para todos os gostos
Variedades

Festa Pomerana inicia hoje na cidade mais alemã do Brasil

Conforme a vice-prefeita e secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Gladys Dinah Sievert, a festa está recheada de novidade, são pelo menos 20 bandas a mais do que a edição do ano passado
Festa Pomerana inicia hoje na cidade mais alemã do Brasil
Ver mais de Variedades